! Palmeiras decepciona torcida e perde em casa para Atlético-PR - 24/06/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

24/06/2007 - 17h59

Palmeiras decepciona torcida e perde em casa para Atlético-PR

Da Redação
Em São Paulo
O Parque Antarctica estava lotado (mais de 17 mil pessoas) neste domingo. Porém, o cenário, mais uma vez, não foi preponderante para um triunfo do Palmeiras e o Atlético-PR venceu o confronto por 2 a 0, deixando a equipe alviverde com a marca negativa de cinco jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, enquanto os paranaenses encostaram na parte de cima da tabela.

REFORÇO PARA O ATAQUE
Depois de muito suspense a diretoria do Palmeiras revelou o nome do novo atacante do clube. Trata-se de Rodrigão, revelado pelo Santos e com passagens por Guarani, Botafogo e Santo André.
LEIA MAIS
"Criamos oportunidades, tivemos bola na trave e o goleiro do Atlético-PR foi muito bem. Não jogamos mal, mas eles fizeram o jogo deles", lamentou o técnico palmeirense Caio Júnior. "É difícil falar alguma coisa. São cinco jogos sem vencer, e só a gente pode tirar o Palmeiras dessa situação. Temos de ter vergonha", desabafou o goleiro Diego Cavalieri.

Com o resultado, o Atlético-PR chega a 11 pontos ganhos, ocupando a sétima posição na tabela da competição ao lado do Vasco. Esse foi o primeiro triunfo da equipe sob o comando de Antônio Lopes, que estreou na semana passada no empate por 1 a 1 com o Fluminense. Foi também a primeira vez que os paranaenses venceram o Palmeiras na cidade de São Paulo na história do Brasileirão.

Já os paulistas permanecem com oito pontos, mas caem para a 13ª colocação com a vitória do Grêmio por 2 a 0 sobre o Internacional. Além disso, o time do treinador Caio Júnior também estende seu momento negativo no Campeonato Brasileiro e, especialmente, diante de sua torcida.

PRINCIPAIS LANCES
Fernando Santos/FI
Caio Júnior se vê em situação complicada após um novo revés no Parque Antarctica
PRIMEIRO TEMPO
24min - Edmundo cobra escanteio da direita na primeira trave. Sozinho, Nen cabeceia firme e acerta o travessão do goleiro Guilherme.
30min - Gustavo recebe passe nas costas da defesa e invade a área do Atlético-PR. Guilherme sai do gol para abafar e Danilo chuta para cima. A bola cai quase na linha de gol, mas Max perde a disputa de cabeça e a zaga rubro-negra consegue colocar para escanteio.
34min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-PR!!!!! Depois de troca de passes pelo meio, Edno recebe nas costas da defesa, limpa o goleiro Diego e bate com a perna esquerda para o gol vazio.
41min - Edmundo domina no meio e toca para Max. Na meia-lua da grande área, ele gira em cima do zagueiro e bate com a perna direita. O chute forte vai no ângulo esquerdo, mas Guilherme se estica e espalma para escanteio.
SEGUNDO TEMPO
2min - Max domina na intermediária, ganha de um zagueiro na velocidade, invade a área e bate cruzado com a perna esquerda, mas Guilherme cai bem no canto esquerdo e espalma para escanteio.
15min - GOOOLLLL DO ATLÉTICO-PR!!!! Gustavo desvia de cabeça para trás, Alex Mineiro ganha de Nen na corrida, sai na frente de Diego e toca com categoria.
20min - Denis Marques domina na intermediária, dribla dois marcadores, invade a área e bate para o gol. A bola pára na trave direita com força, volta nas pernas de Diego e sai pela linha de fundo em escanteio.
ASSISTA AOS GOLS DA PARTIDA
CONFIRA AS IMAGENS DA RODADA
JUCA: FESTA DOS VISITANTES
LEIA MAIS SOBRE O ATLÉTICO-PR
LEIA MAIS SOBRE O PALMEIRAS
CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRO-2007
Somente nesta competição, o Palmeiras atuou dentro do Parque Antarctica em três oportunidades. A única vitória foi na primeira delas (2 a 1 sobre o Figueirense). Depois o time sofreu uma derrota (3 a 1 para o Cruzeiro) e empatou uma vez (1 a 1 com o Botafogo).

Além disso, o desempenho da equipe alviverde dentro de seus domínios da temporada se destaca negativamente. Desde 1978, um ano depois da aposentadoria de Ademir da Guia, o Palmeiras não tem um aproveitamento tão ruim quando joga no Parque Antarctica (54,7% dos pontos em 2007 e 52,4% em 1978).

Em campo, porém, a sensação que se tinha era de que o Palmeiras não repetiria o mau futebol de outros jogos. Foram cinco mudanças em relação ao time que enfrentou o Goiás (derrota por 3 a 1 fora) na última rodada: Edmundo e Michael retornaram de suspensão, Max estreou no ataque, Valmir ganhou a vaga de Leandro e Gustavo entrou no lugar de Caio, com o time passando para o 3-5-2.

O resultado não tardou a aparecer. Com mais posse de bola, os donos da casa tentaram armar pelo meio, e chegaram a levar perigo ao gol de Guilherme, que fez boas defesas e ainda contou com a sorte - Nen acertou o travessão em uma cabeçada aos 24min da primeira etapa. Em um contra-ataque, no entanto, o Atlético-PR abriu o placar com Edno, que recebeu nas costas da defesa, cortou Diego e bateu para o gol vazio aos 34min.

Na segunda etapa, com a desvantagem, Caio Júnior resolveu mudar o esquema. Para ajudar o setor de criação, Caio entrou na vaga de Edmílson, e deu mais movimentação à equipe, que aumentou a pressão e parecia estar perto do empate. Um lance isolado, porém, complicou ainda mais a vida do Palmeiras.

Sozinho no meio-campo, Gustavo tentou desviar de cabeça. A bola passou por Nen, e Alex Mineiro conseguiu tocar na saída de Diego para ampliar aos 15min. Daí em diante, a torcida perdeu a paciência. Depois de pedir mais jogadores, o público presente chegou a vaiar os comandados de Caio Júnior.

O mau momento complica ainda mais pelo fato de o próximo jogo do Palmeiras ser o clássico contra o Corinthians, que acontece no próximo sábado. No mesmo dia, o Atlético-PR enfrenta o arqui-rival Paraná na Vila Capanema.

PALMEIRAS
Diego Cavalieri, Nen, Gustavo e Edmílson (Caio); Paulo Sérgio, Pierre, Martinez, Michael (Rick) e Valmir; Edmundo (Luís) e Max
Técnico: Caio Júnior

ATLÉTICO-PR
Guilherme; Nei, Danilo, Gustavo e Michel; Valencia, Cristian (Válber), Alan Bahia e Edno (Dinei); Alex Mineiro e Denis Marques (André Rocha)
Técnico: Antônio Lopes

Local: Estádio do Parque Antarctica, em São Paulo (SP)
Árbitro: Álvaro Azevedo Quelhas (MG)
Auxiliares: Alexandre Santos Conceição e José Carlos de Souza (ambos de MG)
Cartões amarelos: Michael (P) e Michel (A)
Gols: Edno, aos 34min do primeiro tempo; Alex Mineiro, aos 15min do segundo tempo

Hospedagem: UOL Host