! Palmeiras vence clássico contra Corinthians e ameniza crise - 30/06/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

30/06/2007 - 20h04

Palmeiras vence clássico contra Corinthians e ameniza crise

Carlos Padeiro
Em São Paulo
Nada como um clássico para amenizar ou instalar uma crise. No caso do Palmeiras, o saldo do confronto deste sábado com o Corinthians foi positivo. Com a vitória por 1 a 0 sobre o arqui-rival, a equipe do técnico Caio Júnior voltou a vencer após cinco rodadas, afastou-se da zona do rebaixamento e esfriou um pouco o mau momento do clube.

PRINCIPAIS LANCES
Folha Imagem
Dininho faz o gol da vitória do Palmeiras
Folha Imagem
Zagueiro comemora o gol no clássico
Folha Imagem
Everton lamenta chance desperdiçada
PRIMEIRO TEMPO
19min - A bola sobra para Dinélson na esquerda da grande área do Palmeiras. O meia corintiano tenta o cruzamento e pega Diego adiantado, mas o goleiro se estica e coloca a bola para escanteio.
25min - Dinélson cobra escanteio na área do Palmeiras e Cadu, sem marcação, cabeceia firme, mas a bola passa por cima do travessão do palmeirense Diego.
26min - Depois de confusão na área, a bola sobra para Luís, que faz o giro e bate forte para o gol do Corinthians, mas o goleiro Felipe faz boa defesa no meio do gol.
45min - GOOOOOOLLLL DO PALMEIRAS!!!!! Caio cobra o escanteio, Martinez desvia de cabeça e bola sobra para o zagueiro Dininho abrir o placar no Morumbi.
SEGUNDO TEMPO
8min - Rosinei cruza pela esquerda do ataque, Clodoaldo desvia de cabeça e a bola sobra para Dentinho na cara do gol. Diego sai bem no lance e faz grande defesa
37min - Carlos Alberto cruza pela direita do ataque. Bola passa por zagueiros e sobra com Dentinho, que chuta à direita do gol de Diego.
41min - Marcelo Mattos chuta de fora da área e Diego, bem posicionado, faz tranqüila defesa.
MAIS NOTÍCIAS DO CORINTHIANS
MAIS NOTÍCIAS DO PALMEIRAS
CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRÃO
FOTOS DA RODADA DESTE SÁBADO
ASSISTA AO GOL PALMEIRENSE
Já o Corinthians perdeu a invencibilidade no Campeonato Brasileiro, o status de melhor defesa da competição (que agora é do São Paulo, com apenas dois gols sofridos) e deixou escapar uma boa chance de se aproximar dos líderes.

Ainda com 12 pontos, os comandados de Paulo César Carpegiani estão no oitavo posto, com um jogo a menos que a maioria dos concorrentes, mas continuam sob a desconfiança da torcida.

"Não existe lógica nem bom momento. No futebol existe vontade e entrega. Nem sempre quem está em um melhor momento vence. O fator importante foi a vontade que todo mundo manteve até o final. Vamos manter os pés no chão que o campeonato é muito longo", disse o goleiro Diego Cavalieri, da equipe palmeirense.

O time do Parque Antarctica chegou a 11 pontos, e agora ocupa a 12ª colocação da competição nacional.

Em uma partida de baixa qualidade técnica mas de muita vontade por parte das duas equipes, um lance de bola parada acabou definindo o resultado. O Palmeiras, que vinha sofrendo com esse tipo de jogada nos últimos confrontos, desta vez teve como trunfo uma cobrança de escanteio, fundamento bastante treinado durante a semana.

A expectativa antes do jogo era desanimadora para o clube alviverde. Com muitos desfalques, o técnico Caio Jr. teve dificuldades para armar o setor ofensivo, e resolveu fechar sua equipe. Escalou um time com três zagueiros e três volantes, o que ainda não havia feito na temporada, e o garoto Luís, de 20 anos, ficou isolado no ataque.

Em campo, porém, quem sentiu falta de um armador foi o Corinthians. Sem Willian, na seleção sub-20, e Lulinha, na sub-17, Carpegiani promoveu a entrada de Dinélson, mas o meia decepcionou, criou pouco e foi substituído logo no intervalo.

"A gente estava sem confiança. Não sei porque, mas parece que a bola estava queimando no nosso pé", analisou o volante Marcelo Mattos.

No primeiro tempo, as duas equipes pouco produziram no ataque e o confronto foi bastante violento (30 faltas no total). O Corinthians tinha mais iniciativa, mas pouca qualidade para atacar o goleiro Diego.

O gol só poderia sair em uma bola parada, e foi o que aconteceu. Aos 45min, em uma cobrança de escanteio, Caio cruzou na área, Martinez desviou no primeiro pau e Dininho completou no segundo para abrir o placar.

O Palmeiras conseguiu, então, a vantagem que faltou nos jogos anteriores. A última vez em que o time fez gol antes do adversário fora contra o Botafogo. Nas duas últimas rodadas, sofreu os gols antes e não teve forças para reagir. Desta vez, saiu na frente e teve de segurar o rival.

No segundo tempo, com Dentinho no lugar de Dinélson, a equipe de Carpegiani partiu para o ataque, mas não conseguiu furar o bloqueio montado do adversário. O Palmeiras ainda teve duas chances para ampliar a vantagem explorando os contra-ataques

Assim, o Corinthians termina o quinto clássico do ano sem nenhuma vitória. Foram quatro derrotas e apenas um empate por 1 a 1, com o Santos, pelo Campeonato Brasileiro. Um desses revezes foi para o próprio Palmeiras, que, no Estadual, superou o arqui-rival por 3 a 0. No total, o clube do Parque São Jorge conquistou 6,6% dos pontos disputados nesse tipo de confronto.

Além disso, a equipe de Carpegiani voltou a decepcionar sua torcida. Foram quatro jogos em São Paulo nesta Série A, com uma vitória (1 a 0 sobre o Juventude), dois empates (0 a 0 com Atlético-MG e Paraná) e a derrota para o Palmeiras.

Na próxima rodada, na terça-feira, dia 3 de julho, o Palmeiras receberá o América-RN, lanterna do Campeonato Brasileiro, tentando firmar a recuperação. Já o Corinthians visita o Sport no dia seguinte, tentando esquecer o tropeço no clássico.

CORINTHIANS
Felipe; Cadu, Zelão e Betão (Wilson); Pedro (Carlos Alberto), Marcelo Mattos, Rosinei, Dinelson (Dentinho) e Marcelo Oliveira; Everton Santos e Clodoaldo
Técnico: Paulo César Carpegiani

PALMEIRAS
Diego Cavalieri; Nen, Gustavo e Dininho; Paulo Sérgio, Pierre, Wendel (Makelele), Martinez, Caio e Valmir (Leandro); Luís (Bruno Farias)
Técnico: Caio Júnior

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (FIFA-SP)
Auxiliares: Valter José dos Reis (FIFA-SP) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)
Cartões amarelos: Rosinei (C), Gustavo (P) e Martinez (P)
Gol: Dininho, aos 45min do primeiro tempo

Hospedagem: UOL Host