! Atitude de Richarlyson em polêmica agrada Luxemburgo - 15/09/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

15/09/2007 - 21h55

Atitude de Richarlyson em polêmica agrada Luxemburgo

Da Redação
Em São Paulo
Vanderlei Luxemburgo voltou a elogiar o volante Richarlyson. Desta vez, fez menção não somente às atuações do jogador dentro de campo, mas também à atitude do atleta, que entendeu a declaração do técnico santista na semana passada.

LUXA CRITICA ARBITRAGEM
Em entrevista coletiva, Vanderlei Luxemburgo fez questão de criticar a postura do árbitro Sálvio Spinola, que teria, segundo ele, se irritado com um comentário do treinador durante o jogo.

"É a segunda vez que esse árbitro vem chamar a minha atenção para todo mundo ver que ele está chamando a minha atenção. Eu posso falar com ele com educação. Falei com ele de um lance e ele disse: 'não dirija a palavra a mim'", disse o comandante santista, que ainda cobrou uma atitude dos responsáveis.

"O coronel Marinho [responsável pela arbitragem no Estado de São Paulo] tem de entender que ele [juiz] não é o dono do jogo. Eu evolui um pouquinho. Faz muito tempo que eu não sou expulso, e eles também poderiam fazer a mesma coisa", completou.
"Ele é mesmo a cara do São Paulo. É um jogador valente, esforçado, competente. Gostei muito do menino vir me dar um abraço porque ele entendeu o que eu falei", disse o comandante da equipe da Vila Belmiro.

No último fim de semana, depois da vitória por 1 a 0 sobre o Juventude, na Vila Belmiro, Vanderlei Luxemburgo disse que Richarlyson era "a cara do São Paulo". Segundo o treinador, a declaração foi vista como preconceituosa por alguns setores da imprensa.

"Fui elogiá-lo, mas aí o pessoal vai pelo outro lado. É esse negócio de criar polêmica sempre no futebol. Que polêmica, que bobagem. O futebol não pode ser assim, cheio de polêmica. Falaram como se eu tivesse ofendendo o menino", falou Luxemburgo.

Ciente do intuito do técnico santista, Richarlyson fez questão de cumprimentá-lo antes da partida. Depois do jogo, porém, o volante se viu mais uma vez envolvido em polêmica sobre sua sexualidade.

Aos 48min do jogo, o zagueiro Domingos teria o ofendido moralmente. Depois do apito final, o goleiro Rogério Ceni pediu para o árbitro Sálvio Sipnola relatar o acontecido na súmula, e a diretoria tricolor fez o mesmo no vestiário.

Hospedagem: UOL Host