! São Paulo 'sobra', bate Figueirense e segue firme rumo ao penta - 22/09/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

22/09/2007 - 20h11

São Paulo 'sobra', bate Figueirense e segue firme rumo ao penta

Alexandre Sinato
Em São Paulo
Depois de três tentativas, o São Paulo finalmente conseguiu vencer o Figueirense em 2007. E com futebol digno de um time que caminha a passos largos para o pentacampeonato nacional. Na noite deste sábado, a equipe tricolor mostrou inspiração e passou fácil pelos catarinenses ao triunfar por 2 a 0, no estádio do Morumbi, superando ainda a barreira dos cem gols na temporada.

PRINCIPAIS LANCES
Robson Ventura/Folha Imagem
Alex Silva comemora seu gol, o primeiro da vitória do São Paulo sobre o Figueirense
PRIMEIRO TEMPO
14min - Borges recebe na direita, livra-se do primeiro marcador, dá um "lençol" no segundo e chuta no canto, parando em boa defesa de Wilson.
15min - GOOOOOOOOLLLLLLLLLL DO SÃO PAULO!!! Jorge Wagner bate escanteio da direita e Alex Silva aparece livre na segunda trave para cabecear para o fundo das redes, abrindo o placar.
20min - Dagoberto dispara em rápido contra-ataque pelo meio, corre até a grande área do Figueirense, mas finaliza mal, sobre a meta de Wilson.
29min - GOOOOOOOOOLLLLLLL DO SÃO PAULO!!! Após desarme, Richarlyson lança Leandro pela esquerda. Já dentro da área, o camisa 9 dribla Felipe Santana para o meio, dá novo corte no defensor, desta vez deixando também Wilson no chão, e faz um belo gol.
37min - Dagoberto escapa em velocidade pela direita, invade a área sem marcação, mas chuta sem força, facilitando a defesa de Wilson.
44min - Borges recebe dentro da área, corta o marcador e bate colocado, carimbando o travessão do Figueirense.
SEGUNDO TEMPO
21min - Após cobrança de falta de Jorge Wagner pela direita, Dagoberto aproveita rebote e chuta cruzado, mas a finalização vai para fora.
33min - Aloísio, de costas para o gol, rola a bola para Jorge Wagner, que chuta com força, mas longe da meta de Wilson.
37min - Após passes na entrada da área, Hernanes recebe na direita e finaliza firme, à esquerda do gol catarinense.
39min - Peter tenta surpreender Rogério Ceni com chute da direita, mas o goleiro tricolor faz fácil defesa.
CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA
VEJA OS GOLS DO SÃO PAULO
MURICY TENTA 'BAIXAR A BOLA'
TÉCNICO EXALTA A VELOCIDADE
MAIS NOTÍCIAS DO SÃO PAULO
MAIS NOTÍCIAS DO FIGUEIRENSE
VEJA FOTOS DOS JOGOS
GRÊMIO BATE O SANTOS
GOIÁS SÓ EMPATA
Diante de quase 44 mil torcedores, o líder São Paulo não tomou conhecimento do adversário para chegar aos 60 pontos e abrir 12 de diferença para o Cruzeiro, segundo colocado. O clube mineiro entra em campo neste domingo, diante do Vasco, no Rio, para tentar reduzir novamente a vantagem para nove pontos.

Três dias depois de perder para o Boca Juniors por 2 a 1 na Argentina, pela Copa Sul-Americana, o time tricolor mostrou que o revés em Buenos Aires não foi mais que um acidente de percurso. Pior para o Figueirense, que depois de três empates diante do São Paulo neste ano (dois pela Sul-Americana e um pelo Brasileiro) não conseguiu segurar os paulistas e segue com 34 pontos, em posição intermediária.

Parar a equipe de Muricy, inclusive, tem sido missão complicada. Neste Nacional, com o triunfo deste sábado, o São Paulo ostenta 15 jogos de invencibilidade, período em que computou 13 vitórias e dois empates. A última derrota aconteceu no dia 18 de julho, no 1 a 0 sofrido diante do Fluminense, no Morumbi.

Nesta noite, a festa tricolor ainda teve outra marca significativa. Em sua 59ª apresentação na temporada, o time de Muricy alcançou a barreira dos cem gols, com Alex Silva, e ainda aumentou a lista com Leandro.

Nem mesmo os desfalques de Souza e Breno prejudicaram a atuação são-paulina. A equipe entrou em campo no esquema 4-4-2, com Alex Silva na direita e Richarlyson na esquerda, e não demorou para chegar à meta catarinense. Depois de duas cabeçadas para fora e bons avanços pela direita, Alex Silva abriu o placar aos 15min, também pelo alto.

Com a vantagem, Muricy mudou o time para o 3-5-2: Alex Silva se postou mais como zagueiro, sua função de origem, Hernanes passou a cair pela direita e Jorge Wagner, pela esquerda. Richarlyson foi para o meio. O forte ritmo, porém, não sofreu alterações e, aos 29min, Leandro ampliou a vantagem tricolor com um golaço, deixando Wilson e Felipe Santana caídos.

O Figueirense de Gallo pouco fez antes do intervalo. Ante uma defesa bem postada e contando com poucos erros adversários, a equipe catarinense não exigiu nenhuma intervenção difícil de Rogério Ceni.

No segundo tempo, o cenário sofreu poucas alterações. O São Paulo conteve seu ímpeto ofensivo e passou a valorizar mais a posse de bola. O time tricolor preferiu fortalecer o meio-campo e apostar nos contra-ataques.

As três alterações de Gallo não tiveram muito efeito na prática. Muricy também mexeu em seu time, colocando Jadílson, Aloísio e Diego Tardelli. As chances, porém, não foram tão claras como as do primeiro tempo e o São Paulo confirmou a vitória.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Alex Silva, André Dias, Miranda e Richarlyson; Zé Luís, Hernanes, Leandro (Jadílson) e Jorge Wagner; Dagoberto (Diego Tardelli) e Borges (Aloísio)
Técnico: Muricy Ramalho

FIGUEIRENSE
Wilson; Felipe Santana, Vinicius (Cleiton Xavier) e Edson; César Prates, Carlinhos, Diogo, Peter e Otacílio Neto; Léo (Fernandes) e Thiago Gentil (Alexandre)
Técnico: Alexandre Gallo

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (Fifa-RJ)
Auxiliares: Milton Otaviano dos Santos (Fifa-RN) e Ezequiel Barbosa (MS)
Público: 43.783 pagantes
Renda: R$ 371.945,00
Cartões amarelos: Otacílio Neto (F), Hernanes (SP) e Diego Tardelli (SP)
Gols: Alex Silva, aos 15min, e Leandro, aos 29min do primeiro tempo

Hospedagem: UOL Host