! Dualib diz que título do Corinthians em 2005 foi "roubado" - 24/09/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

24/09/2007 - 13h27

Dualib diz que título do Corinthians em 2005 foi "roubado"

Da Redação
Em São Paulo
O ex-presidente do Corinthians, Alberto Dualib, que renunciou ao cargo na última sexta-feira por conta das acusações que sofre de lavagem de dinheiro, insinuou que o título brasileiro, conquistado pelo time alvinegro em 2005, foi "roubado" e que deveria ter ficado com o Internacional.

STJD VAI AVALIAR DECLARAÇÕES
Folha Imagem
Diante das declarações de Dualib divulgadas nesta segunda-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva promete avaliar o caso e acrescentar as novas informações em relatório que já está sendo preparado sobre a parceria Corinthians/MSI.

Embora ache difícil que a investigação culmine na perda do título de 2005, o procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, diz que as novas afirmações do ex-presidente alvinegro exigem atenção.
LEIA MAIS
STJD: PERDA DE TROFÉU É DIFÍCIL
COMENTE DECLARAÇÃO DE DUALIB
INTER AINDA SONHA COM TÍTULO
CLUBE CONFIRMA BUSCA POR TÉCNICO
LEIA MAIS NOTÍCIAS DO CORINTHIANS
As declarações de Dualib foram gravadas em uma escuta telefônica da Polícia Federal, divulgada pela "TV Record".

Em uma conversa com Renato Duprat, intermediário entre o clube e a MSI, empresa que gerenciava o futebol profissional do Corinthians (a parceria foi desfeita na prática e está em vias de ser rompida na Justiça), Dualib diz que o ponto conquistado contra o Inter, no Pacaembu, foi decisivo para a definição do campeão.

"Nos últimos cinco jogos, nós tínhamos 14 pontos na frente e chegamos, entendeu, um ponto só. Roubado", fala Dualib.

Na ocasião, o Inter teve um pênalti legítimo não marcado pelo juiz Márcio Rezende de Freitas. No lance, Tinga driblou Fábio Costa e foi derrubado, mas o árbitro alegou que o volante simulou falta e o expulsou de campo, pois já tinha cartão amarelo.

Dualib ainda lembra que o escândalo da manipulação de resultados também ajudou o clube a levantar o troféu do campeonato pela quarta vez em sua história.

"Se não tivesse a anulação de 11 jogos, nós estávamos fora. Porque campeão de fato e de direito seria o Internacional", explicou o ex-dirigente.

Entre as 11 partidas consideradas "contaminadas" pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), e que tiveram de ser remarcadas, estavam duas do Corinthians e uma do Inter.

Dessa forma, o Corinthians recuperou quatro dos seis pontos que havia perdido contra São Paulo e Santos, enquanto o Inter repetiu uma vitória que havia obtido diante do Coritiba no Beira-Rio. No fim, o time do Parque São Jorge terminou o campeonato três pontos à frente dos gaúchos.

Hospedagem: UOL Host