! Com futuro incerto, Kleberson se apresenta ao Flamengo - 26/09/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

26/09/2007 - 19h48

Com futuro incerto, Kleberson se apresenta ao Flamengo

Vinícius Barreto Souto*
No Rio de Janeiro
Com muita festa, o volante Kleberson foi oficialmente apresentado como mais novo reforço do Flamengo no fim da tarde desta quarta-feira, na Gávea. O jogador assinou contrato com o clube até 31 de dezembro de 2008, mas, devido a um imbróglio jurídico no qual se envolveu, só poderá estrear pelo time rubro-negro a partir do dia 1° de fevereiro do ano que vem.

Marcos de Paula/Agência Estado
Kleberson beija a camisa do Flamengo durante a apresentação na sede do clube
MEIA FOI VETADO NO FLA HÁ 14 ANOS
"Foi uma batalha de três meses. O objetivo é um contrato de cinco anos. Começa no dia 1° de outubro, mas ele tem de cumprir quatro meses de suspensão. A partir de 1° de fevereiro, ele pode jogar. Só vai perder a primeira partida do Campeonato Estadual do Rio", afirmou o vice-presidente de futebol do Flamengo, Kleber Leite.

Durante sua passagem pelo Besiktas, sua última equipe, Kleberson rompeu unilateralmente seu contrato com o clube turco por falta de pagamento. Em seguida, o jogador levou o caso à Fifa para receber o que alegava ter direito.

No entanto, a entidade máxima do futebol mundial entendeu que Kleberson estava errado. Por isso, condenou o jogador a quatro meses de suspensão e ao pagamento de uma multa no valor de três milhões de euros ao Besiktas.

Kleberson então recorreu da decisão da Fifa, mas o recurso só será julgado entre maio e junho de 2008, na Corte Arbitral do Esporte (CAS). "Se o Kleberson for condenado novamente, ele terá de pagar o valor estipulado. Mas o Flamengo não vai assumir essa dívida. Neste caso, o que o clube poderia fazer é adiantar um valor e acertar um contrato por mais quatro anos", explicou o diretor jurídico do Flamengo, Michel Assef Filho.

Alheia ao imbróglio jurídico envolvendo Kleberson, a torcida do Flamengo recepcionou o novo reforço com muita festa na Gávea. Além da tradicional charanga rubro-negra, que tocou o hino do clube, uma grande bandeira serviu de "cortina" para incrementar a chegada do volante - campeão mundial com a seleção brasileira na Copa de 2002 -, que foi carregado nos braços dos torcedores.

"Estou muito feliz por ser recebido dessa maneira. O Flamengo tem uma torcida maravilhosa. É bom sentir o calor dessa torcida. Não vejo a hora de sentir isso na pele no Maracanã", comentou Kleberson, acrescentando que realiza o sonho da maioria dos jogadores brasileiros.

"Todo garoto, quando começa a jogar, tem vontade de um dia atuar pelo Flamengo no Maracanã. É um sonho de menino. Vi o Zico jogar, o conheci pessoalmente e pretendo honrar a camisa do Flamengo", afirmou.
RECEPÇÃO DE ASTRO
Enquanto o recurso não é julgado, Kleberson cumpre a suspensão imposta pela Fifa. O jogador chegou a entrar com pedido de efeito suspensivo para atuar até o novo julgamento, mas o departamento jurídico do Flamengo vai tentar revogá-lo para que o volante cumpra a pena imediatamente, já que ele não poderia atuar de qualquer maneira em 2007 porque o prazo para inscrições de atletas no Campeonato Brasileiro está encerrado.

"Durante esses quatro meses de suspensão, ele não vai receber salários, apenas um adiantamento", revelou o advogado rubro-negro.

Diante do imbróglio, Kleberson lamenta a impossibilidade de estrear pelo Flamengo imediatamente. Até porque, quando tiver condições de jogo, ele terá acumulado oito meses sem disputar uma partida oficial.

"Isso é o que eu mais lamento. Gostaria de estar à disposição para poder começar a jogar logo, mas tenho de controlar a ansiedade e recuperar a forma física. Não jogo uma partida há quatro meses, mas vinha treinando fisicamente. Espero estar 100% quando tiver condições de jogo", disse Kleberson, que recebeu a camisa 11 com seu nome escrito nas costas.

*Atualizada às 20h50

Hospedagem: UOL Host