! Protegidos, jogadores corintianos vêem risco real de rebaixamento - 22/10/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

22/10/2007 - 10h58

Protegidos, jogadores corintianos vêem risco real de rebaixamento

Marcius Azevedo
Em São Paulo
O desembarque do elenco corintiano nesta segunda-feira em São Paulo, após derrota para o Náutico em Recife no domingo, teve uma segurança acima do normal. Tudo para prevenir um possível tumulto. Porém, nenhum torcedor apareceu para protestar, apesar dos 10 seguranças particulares e um efetivo da Polícia Militar.

Sem a pressão da torcida no aeroporto, os jogadores desceram do avião perturbados com a possível chance de queda. "O rebaixamento é uma realidade. Estamos correndo sério risco. Temos que ganhar este jogo e os próximos. Independentemente dos jogos dos outros times, temos que fazer o nosso resultado", afirmou o atacante Finazzi.

Para ele, a matemática não ajuda neste momento. "Não adianta ficar fazendo contas. Nossa situação é incômoda e muito delicada. Se não ganharmos no domingo, ficará muito mais complicada ainda", declarou.

O zagueiro e capitão Betão seguiu a mesma linha: "Não tenho mais o que falar. Temos que vencer os jogos. A cada rodada que passamos sem vencer, nossa situação piora ainda mais", disse o zagueiro.

Segundo o matemático Tristão Garcia, as chances do Corinthians (38 pontos) cair é de 68%. O Goiás, o primeiro acima da zona do rebaixamento, tem 41 pontos e 17% de possibilidade de ir à Série B em 2008.

O volante Vampeta era o mais otimista e ressaltou a importância do resultado no jogo do próximo domingo, contra o Figueirense, em São Paulo.

"Não é hora para desespero ainda. Temos que vencer este jogo para ter chances de decidir contra o Goiás, em Goiânia", analisou, referindo-se ao jogo pela antepenúltima rodada do Brasileiro contra o rival direito na briga pelo rebaixamento.

O vice-presidente de futebol do clube, Antoine Gebran, também estava confiante. "Vamos sair dessa, tenho certeza", disse. "É difícil você falar alguma coisa, pois o time está jogando bem. Faltou mesmo fazer o gol", completou.

Mesmo sem as críticas da torcida organizada, os corintianos tiveram que ouvir uma piada de um torcedor ilustre. Luciano, da dupla Zezé di Camargo e Luciano, voou no mesmo avião dos jogadores e na passagem pelos jornalistas cutucou: "Entrevista lá porque está todo mundo chorando".

Hospedagem: UOL Host