! Santos supera Náutico nos Aflitos e fica perto da Libertadores - 31/10/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

31/10/2007 - 23h50

Santos supera Náutico nos Aflitos e fica perto da Libertadores

Da Redação
Em Santos
Náutico e Santos entraram em campo decididos a vencer para facilitar suas respectivas metas neste Brasileirão: manutenção na elite do torneio e a vaga à Libertadores. O time da Vila, porém, foi melhor, venceu por 2 a 1, nesta quarta-feira à noite, nos Aflitos, e ficou mais perto do torneio sul-americano.

PEDRINHO DECIDE NO FIM
O Santos se manteve na segunda posição do Brasileiro, com 58 pontos, se distanciando do concorrente Grêmio, 54 pontos. Outro rival, o Flamengo também venceu, chegando aos 55 pontos e assumindo a 3ª posição.

Já o Náutico perdeu sua invencibilidade de cinco jogos seguidos em casa com vitória. Ameaçado pelo rebaixamento, o Náutico, por sorte, viu seus concorrentes perderem; o Goiás caiu em casa diante do Vasco e o Corinthians para o Flamengo.

Uma derrota seria catastrófica para ambas as equipes. Por isso, Náutico e Santos não economizaram jogadas ofensivas na primeira etapa. O time da Vila começou assustando os donos da casa. Aos 9min, Marcos Aurélio invadiu a área e chutou no travessão.

A resposta do Náutico não demorou. Aos 16 min, o lateral Júlio César cruzou na cabeça do atacante Felipe, que teve o cuidado de cabecear no contrapé de Fábio Costa. Desde então, o clube pernambucano soube trabalhar mais a bola no ataque; o Santos ameaçava com contragolpes rápidos.

Quando a etapa inicial estava pra se encerrar, Kléber Pereira, aos 45 min, foi mais ligeiro que o goleiro Fabiano e tocou a bola para o gol, após linda enfiada de bola de Rodrigo Tabata. Criticado pela torcida santista na rodada passada, Kléber Pereira encerrou a fase sem gols no Brasileirão, que já durava oito partidas.

O Santos voltou a acertar bola na trave do Náutico após o intervalo de jogo. Ousado, o lateral Dionísio arriscou chute de longa distância, aos 21 min da segunda etapa, assustando o goleiro Fabiano. Temendo serem surpreendidos, os times paulistas e pernambucanos se seguraram em campo.

Novamente decisivo, o meia Pedrinho repetiu a exibição da rodada passada, quando marcou contra o Goiás e anotou o gol da vitória sobre o náutico, aos 41 min. Kléber lançou Pedrinho, que chutou cruzado, num lindo gol.

Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Atlético-MG, domingo, na Vila Belmiro, enquanto o Náutico sai de casa para encarar o Fluminense, no Maracanã.

Náutico
Fabiano, Radamés, Onildo, Toninho, Julio César, Daniel Paulista, Elicarlos (Marcelo Silva), Geraldo e Acosta; Marcelinho e Felipe (Ferreira).
Técnico: Roberto Fernandes

Santos
Fábio Costa; Dionísio, Marcelo, Domingos e Kléber; Rodrigo Souto, Adriano, Petkovic (Pedrinho) e Tabata (Vítor Júnior); Marcos Aurélio (Renatinho), Kléber Pereira.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Data: 31/10/2007 (quarta-feira)
Local: estádio dos Aflitos, em Recife
Árbitro: Heber Roberto Lopes/PR (Fifa)
Auxiliares: Alessandro Rocha /BA e Aristeu Leonardo Tavares/RJ
Cartões amarelos: Elicarlos, Acosta (Nautico), Adriano, Tabata e Rodrigo Souto (Santos)
Gols: Felipe (aos 15min); Kléber Pereira (45 min) e Pedrinho (41 min da segunda etapa)

Hospedagem: UOL Host