! Recebido com festa, Lugano confia em retrospecto recente - 20/11/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

20/11/2007 - 17h49

Recebido com festa, Lugano confia em retrospecto recente

Bruno Doro
Em Guarulhos (SP)
O Uruguai empatou com o Chile em casa no último domingo, precisando correr atrás do resultado, tem apenas quatro pontos em três jogos e o atacante Regueiro pediu dispensa na sala de embarque antes de partir para São Paulo.

LUGANO DE VOLTA A SP
Bruno Doro/UOL
Lugano teve festa de brasileiros e uruguaios
Burno Doro/UOL
"El Mingo" reencontrou o zagueiro amigo
REGUEIRO DEIXA A EQUIPE
PARA LUGANO, CENI É O MELHOR
URUGUAIOS FAZEM FESTA EM SP
Crise? Não era o que parecia no Aeroporto Internacional de Guarulhos, nesta terça-feira, quando os jogadores da equipe desembarcaram para encarar a seleção brasileira, no Morumbi, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

Um grupo de cerca de 20 pessoas, com camisas e bandeiras do Uruguai, esperava pelos jogadores no saguão, sempre cantando. A maioria era brasileira, que aguardava a chegada do zagueiro Lugano, ex-São Paulo.

A minoria uruguaia também estava lá para recepcionar o defensor, que teve uma passagem marcante pelo clube do Morumbi. Um deles era Domingo Macri, 53. Assim que Lugano o viu, deu um abraço carinhoso.

"Sou tio da esposa dele, moro no Brasil há 20 anos. Estamos sempre nos falando. Nesta quarta, 1 a 0 para o Uruguai está bom", disse o senhor, que pediu para ser chamado de El Mingo.

Lugano se mostrou sorridente, mesmo com o forte assédio de jornalistas cercando seu desembarque. Para o jogador, o Brasil é o favorito para o confronto. Mas pode ser surpreendido. "Poucos times do mundo têm um retrospecto tão bom contra o Brasil como o Uruguai. O Brasil tem um grande time, mas é possível vencer. Afinal, isso é futebol."

A última vitória do Brasil sobre o Uruguai aconteceu no dia 18 de julho de 1999, na final da Copa América do Paraguai. De lá para cá, foram seis jogos, com uma derrota e cinco empates. O último deles foi o 2 a 2 na semifinal da Copa América da Venezuela. Nos pênaltis, o time de Dunga avançou à final para conquistar o título.

Hospedagem: UOL Host