! Governo anuncia estádio para o Bahia a partir de julho - 11/01/2008 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

11/01/2008 - 17h19

Governo anuncia estádio para o Bahia a partir de julho

Do UOL Esporte
Em Salvador
O governo do Estado da Bahia anunciou para o próximo dia 21 o início das obras de reforma e ampliação do estádio Governador Roberto Santos, mais conhecido como estádio Metropolitano de Pituaçu, avaliadas em R$ 22 milhões. O prazo para a conclusão da obra é de 180 dias, o que significa que estará disponível a partir de 21 de julho. Os técnicos do governo, entretanto, apostam que apenas em agosto o clube poderá usar o estádio.

Edson Ruiz/Footpress
Tragédia na Fonte Nova em jogo do Bahia na reta final da Série C deixou sete mortos
RELEMBRE A TRAGÉDIA EM SALVADOR
ARRUDA É PARCIALMENTE FECHADO
A diretoria do Bahia, clube que deverá passar a mandar seus jogos em Pituaçu, quer apressar a liberação da praça esportiva em maio, quando começa o Campeonato Brasileiro da Série B. Apesar da pressa, o Bahia só tem autorização para jogar com portões abertos a partir de 5 de agosto, quando enfrentará a Ponte Preta, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O clube foi punido com a perda de sete mandos de campo por conta dos distúrbios ocorridos na Fonte Nova no dia 25 de novembro, quando milhares de pessoas invadiram o gramado para comemorar o acesso da equipe à Série B e sete pessoas morreram após o desabamento de parte da arquibancada. A Fonte Nova está interditada e deve ser implodida para a dar lugar a uma moderna arena a fim de credenciar Salvador para disputar uma das 12 vagas para sediar a Copa do Mundo de 2014.

Desde a última quinta-feira, o Bahia vem atuando no estádio Armando de Oliveira, em Camaçari, com capacidade para apenas 6.300 torcedores. Atualmente, Pituaçu pode receber até 16 mil espectadores, mas após as obras sua capacidade será ampliada para 34 mil lugares.

A reforma de Pituaçu ficará sob a responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder). O maior entrave para a ampliação da arena é a falta de alternativas de acesso, o que deverá comprometer o trânsito nas avenidas Pinto de Aguiar e Paralela. O Governo estuda a utilização de um sistema de traslado de torcedores entre o estacionamento do Centro Administrativo da Bahia e o estádio, além da ampliação da oferta de ônibus.

Hospedagem: UOL Host