! Ex-camisa 10, Souza ofusca Adriano e dá vitória ao São Paulo - 20/01/2008 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

20/01/2008 - 18h03

Ex-camisa 10, Souza ofusca Adriano e dá vitória ao São Paulo

Alexandre Sinato
Em São Paulo
A estréia em casa era de Adriano, mas o herói do São Paulo foi um velho conhecido da torcida. Com um gol aos 43min do segundo tempo, Souza "salvou" a primeira apresentação do Imperador no Morumbi, na tarde deste domingo, anotando o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Rio Preto, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

SOUZA SALVA O SÃO PAULO NO FIM
Ex-dono da camisa 10, que passou para as mãos de Adriano, Souza saiu do banco de reservas no intervalo para ser decisivo. Principal reforço do São Paulo para 2008, o atacante da Inter de Milão teve boa atuação, mas desta vez foi coadjuvante do meia/ala.

Com qualidade bastante superior à do Rio Preto, o São Paulo, sem o machucado Aloísio, mandou no jogo em praticamente toda a etapa inicial. E mandou usufruindo bastante de sua arma mais perigosa em campo: Adriano. Foi do camisa 10 a primeira boa oportunidade tricolor, em cabeceio que bateu na trave.

Dagoberto, atuando mais recuado, apareceu com freqüência no meio-campo para ajudar na marcação. Tentou triangulações com Jorge Wagner, deslocado para a esquerda, e com a dupla de ataque. Atacante de origem, também assustou Pitarelli, em disparo forte que raspou a trave.

PRINCIPAIS LANCES
AFP
Adriano, em seu primeiro jogo pelo São Paulo em casa, viu Souza sair como herói
PRIMEIRO TEMPO
9min - Jorge Wagner lança Adriano em velocidade. O camisa 10 ganha da marcação e tenta a finta no goleiro, mas chuta nas mãos de Pitarelli.
13min - Borges avança até o fundo, pela direita, e cruza na pequena área. Adriano sobe mais que a zaga e cabeceia na trave direita de Pitarelli.
19min - Dagoberto, após jogada individual, finaliza com força da entrada da área e vê a bola passar muito perto da trave esquerda de Pitarelli.
33min - Ricardinho cruza na área, Wesley desvia e Paulo Roberto, na pequena área, completa para o gol, parando em grande defesa de Rogério Ceni.
SEGUNDO TEMPO
6min - Jorge Wagner arranca em velocidade pela esquerda, invade a área e toca na saída de Pitarelli, que consegue interceptar.
11min - Hernanes cobra falta com força, perto da área, e a bola passa rente à trave esquerda do Rio Preto.
24min - Jorge Wagner bate escanteio da direita e Miranda, de cabeça, carimba o travessão de Pitarelli.
28min - Após rápido contra-ataque, Leílton aparece pela esquerda e finaliza cruzado, parando em defesa de Rogério Ceni.
35min - Wesley escapa da marcação e, dentro da área, falha ao tentar bater Rogério Ceni, que saiu bem do gol para fazer a defesa.
43min - GOOOOOOOOLLLLLL DO SÃO PAULO!!! Borges recebe de Adriano, dribla o goleiro e é prensado no momento do chute. Na sobra, a bola fica com Souza, que mostra oportunismo e anota o gol da vitória.
LEIA MAIS NOTÍCIAS DO SÃO PAULO
SOUZA TEM CONFIANÇA DE MURICY
TÉCNICO RECLAMA DE DISPERSÃO
CLASSIFICAÇÃO DO PAULISTÃO-08
Mas era Adriano a principal referência ofensiva do São Paulo. O camisa 10 recebeu bolas levantadas na área e tentou algumas arrancadas em velocidade, sempre perseguido pela marcação. As chances, porém, não resultaram em gol.

E graças a Rogério Ceni, por pouco o São Paulo não teve sua superioridade ofuscada, principalmente nos 15 minutos finais. Após cruzamento de Ricardinho e desvio de Wesley, Paulo Roberto apareceu na grande área para completar e viu o capitão tricolor fazer grande defesa. Ceni também parou tentativa de Wesley, no canto direito.

O Rio Preto, no final, usava melhor a velocidade que no começo favorecia o São Paulo. "Temos que jogar um pouco mais rápido. Se tivermos um ritmo maior chegaremos com mais facilidade, como foi no início", analisou Adriano no intervalo.

No segundo tempo, Muricy deixou seu time mais ofensivo para tentar furar a defesa do Rio Preto. Sacou Alex e Dagoberto, e colocou Júnior e Souza, trocando o sistema com três zagueiros pelo 4-4-2.

As mudanças logo surtiram efeito e foram decisivas no fim. Arriscando mais nas finalizações, o São Paulo levou perigo à meta de Pitarelli com Hernanes, Fábio Santos e Souza. A velocidade pedida por Adriano também reapareceu nas trocas de passes. O gol, porém, insistia em não sair. Miranda, de cabeça, acertou o travessão após cobrança de escanteio.

O Rio Preto, por sua vez, fechou-se ainda mais na defesa para explorar os contra-ataques. Foi assim que Neílton, pela esquerda, bateu cruzado e exigiu importante participação de Rogério Ceni. O goleiro também salvou a equipe em tentativa de Wesley, sem marcação.

Depois de dar trabalho a Pitarelli em disparo de longe, Souza, aos 43min, foi decisivo. O agora camisa 21 aproveitou sobra na área do Rio Preto para fazer o gol da vitória tricolor.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; André Dias, Alex (Júnior) e Miranda; Joílson, Fábio Santos, Hernanes, Dagoberto (Souza) e Jorge Wagner (Hugo); Borges e Adriano
Técnico: Muricy Ramalho

RIO PRETO
Pitarelli; Rafinha, Éder Baiano, Jéferson e Neílton; Emerson (Mario André), Bira, Ricardinho e Danilo Oliveira (Bady); Wesley (Du) e Paulo Roberto
Técnico: Luciano Dias

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Claudinei Forati Silva
Auxiliares: João Bourgalber Nobre Chaves e Celso Barbosa de Oliveira
Público: 14.385 pagantes
Renda: R$ 231.795,00
Cartões amarelos: Dagoberto (SP), Ricardinho (RP), Souza (SP), Neílton (RP)
Gol: Souza, aos 43min do segundo tempo

Hospedagem: UOL Host