! 'Apagado', São Paulo empata com a Ponte e perde chance de liderar - 02/02/2008 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

02/02/2008 - 18h01

'Apagado', São Paulo empata com a Ponte e perde chance de liderar

Do UOL Esporte
Em São Paulo
O São Paulo entrou em campo de olho na liderança do Campeonato Paulista, mas não apresentou futebol suficiente para sequer dar esperança de vitória à torcida. Sem criatividade e longe de apresentar o volume ofensivo da rodada anterior, o time da capital apenas empatou por 0 a 0 com a Ponte Preta, em Campinas.

MELHORES MOMENTOS DO EMPATE
A igualdade mantém o time campineiro na primeira colocação do Estadual, agora com 13 pontos. Mas caso o Guaratinguetá vença o Guarani neste domingo se tornará o novo líder. O time do Morumbi, por sua vez, continua invicto (três vitórias e três empates. O clube tem no momento 12 pontos na terceira posição.

Durante a semana, o técnico Muricy Ramalho elogiou a postura ofensiva do São Paulo na vitória sobre o Rio Claro e pediu o mesmo volume de chances na partida deste sábado, contra a Ponte Preta. No entanto, o meio-de-campo tricolor voltou a ser bem marcado e não conseguiu articular boas jogadas no primeiro tempo.

Principalmente depois da saída de Dagoberto, que sentiu dores na virilha e deu lugar ao atacante Borges aos 22min. Com o camisa 11 em campo, o time do Morumbi estava com maior movimentação no setor ofensivo. Apesar da maior posse de bola, o setor de armação tricolor foi presa fácil à marcação campineira.

PRINCIPAIS LANCES DO JOGO
 Djalma Vassão/Gazeta Press/AE
Atacante Adriano se enrosca com zagueiros e goleiro da Ponte Preta
PRIMEIRO TEMPO
13min - Hernanes faz boa jogada individual, avança até a área, mas não consegue chutar no gol. A bola, então, sobra para Júnior, que chuta de esquerda de fora da área e manda à direita do goleiro Aranha.
24min - Eduardo Arroz passa por dois marcadores no meio-de-campo e chuta da intermediária. A bola, no entanto, passa por cima do gol de Rogério Ceni.
31min - Jorge Wagner cobra falta para o meio da área. Bem colocado, o zagueiro Miranda desvia de cabeça, mas Aranha faz a defesa no centro do gol.
39min - Borges deixa um marcador para trás na lateral esquerda e cruza para a pequena área. Adriano se enrosca com dois zagueiros e o goleiro Aranha e desperdiça boa chance de abrir o placar.
SEGUNDO TEMPO
2min - Marcelo Soares articula bem pela direita e cruza para Renato, que domina e arrisca de bicicleta. Rogério Ceni espalma pela linha de fundo.
7min - Adriano fica com a bola na grande área, mas tem de usar o pé direito, que não é o seu forte, e manda por cima do gol de Aranha.
23min - Borges recebe com liberdade dentro da área, mas chuta fraco e vê Aranha fazer defesa tranqüila.
29min - Marcelo Santos dribla Miranda e André Dias e chuta de perna esquerda da entrada da área. A bola passa rente à trave direita de Ceni.
VEJA MAIS NOTÍCIAS DA PONTE PRETA
VEJA MAIS NOTÍCIAS DO SÃO PAULO
PÁGINA DO CAMPEONATO PAULISTA
PROBLEMAS CONTRA O SÃO CAETANO
ELENCO MINIMIZA MÁ ATUAÇÃO
"O jogo está truncado, de muita marcação no meio-campo. Temos de jogar pelas laterais e mandar a bola para Borges e Adriano", disse Júnior, escalado na vaga que tinha sido de Hugo na última rodada. A melhor chance, aliás, saiu da dupla Borges e Adriano. Aos 39min o primeiro cruzou, mas o Imperador se atrapalhou.

A Ponte Preta, por sua vez, também não conseguiu chegar com muito perigo ao gol defendido por Rogério Ceni. E o atacante Leandro pediu para evitarem os chutões para frente. "A hora que a gente colocar a bola no chão e chegar mais perto do gol vai ficar mais fácil", analisou o jogador dos donos da casa.

No segundo tempo, o time anfitrião conseguiu igualar a posse de bola e chegou com perigo logo aos 2min. Renato arriscou de bicicleta após cruzamento de Marcelo Soares, mas Rogério Ceni espalmou. Empolgada, a Ponte criou outras chances mais agudas de gol e pressionou o adversário, principalmente no início da etapa final.

Aos 20min, a parada técnica de dois minutos, permitida pelo regulamento do Paulistão, aconteceu. E o técnico Muricy Ramalho disse apenas uma frase aos seus comandados: "Vamos, vamos, está muito devagar". Porém, os são-paulinos não ouviram e continuaram fazendo um jogo morno.

Melhor para a Ponte Preta, que seguiu na pressão e por várias vezes teve a chance de abrir o placar. Como aos 29min, quando o atacante Marcelo Soares driblou Miranda e André Dias e chutou de perna esquerda, rente à trave. Apesar do melhor rendimento dos anfitriões, o placar não teve alterações. Aos 39min, o goleiro Rogério Ceni ainda evitou a vitória adversária ao salvar chute de Renato.

São Paulo e Ponte Preta voltam a campo pelo Campeonato Paulista na próxima quinta-feira, dia 7 de fevereiro. A equipe do interior joga novamente em casa, desta vez contra o Juventus, às 21h45. Já o time do Morumbi recebe o São Caetano na capital. Para esta partida, o técnico Muricy Ramalho não poderá contar com Hernanes e Richarlyson, que estarão em amistoso da seleção brasileira, na Irlanda.

PONTE PRETA
Aranha; Eduardo Arroz (Raulen), César, Jean e Vicente; Deda, Bilica, Elias (Ricardo Conceição) e Renato; Leandro (Danilo Neco) e Marcelo Soares
Técnico: Sérgio Guedes

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Joilson, André Dias, Miranda e Richarlyson; Hernanes, Fábio Santos (Hugo), Júnior (Carlos Alberto) e Jorge Wagner; Dagoberto (Borges) e Adriano
Técnico: Muricy Ramalho

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Assistentes: Marco Antonio Monteiro Bagatella e Douglas Pereira Lopes
Cartões amarelos: César (PP), Borges (SP), Richarlyson (SP), Joilson (SP), Carlos Alberto (SP)

Hospedagem: UOL Host