! Novamente burocrático, São Paulo vence Paulista graças a Borges - 21/02/2008 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

21/02/2008 - 21h25

Novamente burocrático, São Paulo vence Paulista graças a Borges

Leandro Canônico
Em São Paulo
Mais uma vez refém da burocracia e da falta de criatividade, o São Paulo foi salvo nesta quinta-feira pelo improvisado Zé Luís na direita e por Borges, sempre preterido quando os outros atacantes estão bem. No sufoco, a equipe da capital fez 2 a 1 no Paulista, no estádio do Morumbi, pela décima rodada do Estadual.

BORGES SALVA O SÃO PAULO
O resultado fez o São Paulo manter a terceira colocação na tabela de classificação, agora com 19 pontos, atrás apenas de Guaratinguetá (21) e Ponte Preta (22). O Paulista, que estava invicto sob o comando do técnico Giba, continua com 11 pontos, mais perto da zona de descenso do que da de classificação.

Embora a posição na tabela de classificação esteja confortável, o futebol do São Paulo às vésperas da estréia na Libertadores da América, quarta-feira que vem, contra o Atlético Nacional, está preocupante. Para a pretensão de Muricy Ramalho de chegar 100% na competição ser realizada é preciso recuperação relâmpago.

PRINCIPAIS LANCES DO JOGO
Vippcom/Divulgação
Borges (fundo) anotou os dois gols da vitória do São Paulo por 2 a 1
PRIMEIRO TEMPO
2min - Após cobrança de escanteio de Jorge Wagner pela esquerda, o volante Zé Luís cabeceia e manda a bola raspando a trave de Adinam.
8min - GOOOOOLLLLL DO SÃO PAULO!!! Zé Luís aparece bem na direita e cruza para o atacante Borges subir e cabecear para o fundo do gol.
21min - Richarlyson se desloca da esquerda para direita, faz boa jogada e cruza para Aloísio cabecear por cima do gol.
26min - GOOOOOLLLLL DO PAULISTA!!! Neto Baiano bate falta de longa distância, Rogério Ceni dá rebote e Diego Padilha empata o jogo.
SEGUNDO TEMPO
4min - Susto no São Paulo! Após cobrança de falta cruzada da esquerda, o atacante Neto Baiano cabeceia para o fundo do gol. Mas o árbitro assinala impedimento.
9min - Zé Luís cruza da direita, Hugo cabeceia e Adinam faz boa defesa. Um minuto depois, Hernanes arrisca de longe e o goleiro do Paulista espalma pela linha de fundo.
15min - Juninho e Rogério Ceni não se entendem. Neto Baiano aproveita e toca por cobertura. A bola explode no travessão.
29min - GOOOOOLLLLL DO SÃO PAULO!!! Como no lance do primeiro gol tricolor, Zé Luís cruza da direita e Borges desvia de cabeça para o fundo do gol.
VEJA MAIS NOTÍCIAS DO SÃO PAULO
PÁGINA DO PAULISTÃO 2008
ÉDER, DO NOROESTE, É CONTRATADO
BORGES ESQUECE 'ASTROS' DO TIME
ALOÍSIO VOLTA A SENTIR O PÚBIS
CENI: 'TIME AINDA NÃO TEM CARA'
MAIS FOTOS DA VITÓRIA TRICOLOR
No início da partida, o São Paulo deu mostras de que poderia apresentar um bom futebol. Tocou bem a bola, atacou pelas alas e chegou ao gol logo aos 8min. O volante Zé Luís, que jogou de zagueiro, fez belo cruzamento da direita na cabeça de Borges, que ganhou do marcador adversário e mandou para o fundo do gol.

O gol, no entanto, fez "mal" ao clube do Morumbi. Relaxado na marcação, o São Paulo deu espaços para a reação do Paulista. Tanto que o empate veio aos 26min. O estreante Rafael fez falta na intermediária. Neto Baiano bateu forte, Rogério Ceni deu rebote e, em vez da zaga tricolor, Diego Padilha apareceu para completar.

No caso da equipe de Jundiaí, o gol fez bem. Ousado, partiu para cima e por pouco não conseguiu a virada. Não a consumou porque Rogério Ceni fez grande defesa aos 29min. Thiago Fraga chutou de fora da área, a bola desviou na zaga e o goleiro foi no ângulo espalmar. Até o fim da etapa final, aliás, o Paulista foi superior.

Para o segundo tempo, o técnico Muricy Ramalho voltou com Carlos Alberto no lugar do estreante Rafael, que teve atuação apagada e nervosa. A segunda alteração no time aconteceu aos 7min, mas dessa vez forçada. Aloísio voltou a sentir lesão no púbis e deu lugar ao meia Hugo.

E assim como na etapa inicial, o São Paulo começou melhor, foi para cima, pressionou e teve duas boas chances, uma com Hugo e outra com Hernanes. O Paulista, porém, logo voltou a ser melhor e a assustar o adversário, como aos 15min, quando Neto Baiano aproveitou bobeira de Ceni e mandou no travessão.

É verdade que Carlos Alberto foi o único tricolor a tentar algo fora da burocracia do time do técnico Muricy Ramalho nesta temporada, mas o que salvou o São Paulo foi uma jogada muito parecida com a do primeiro gol. Aos 29min, Zé Luís fez novo cruzamento da direita, Borges desviou de cabeça e fez o seu segundo gol no jogo.

O São Paulo volta a campo pelo campeonato estadual no próximo domingo, às 16h, contra o Noroeste, novamente no estádio do Morumbi. É o último jogo antes da estréia na Copa Libertadores da América, dia 27 de fevereiro, ante o Atlético Nacional, na Colômbia. O Paulista, por sua vez, joga somente na próxima terça-feira, dia 26, contra o Sertãozinho, no estádio Jaime Cintra, em Jundiaí.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Zé Luís, Juninho e Miranda; Rafael (Carlos Alberto), Fábio Santos, Hernanes, Richarlyson (Reasco) e Jorge Wagner; Borges e Aloísio (Hugo)
Técnico: Muricy Ramalho

PAULISTA
Adinam; Bruno Ribeiro, Réver, Diego Padilha e Eduardo; Jairo, Thiago Fraga, Marco Aurélio (Devas) e Ricardinho (Júlio César); Tiago Tremonti (Everton) e Neto Baiano
Técnico: Giba

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Robério Pereira Pires
Auxiliares: Newton dos Reis Barreira e Luis Alexandre Nilsen
Público: 5.058 pagantes
Renda: R$ 76.505,00
Cartões amarelos: Zé Luís (SP), Jorge Wagner (SP), Everton (P), Devas (P)
Gols: Borges, aos 8min, e Diego Padilha, aos 26min do primeiro tempo; Borges, aos 29min do segundo tempo

Hospedagem: UOL Host