! Cabañas vence duelo contra Santos e põe América em vantagem - 15/05/2008 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

15/05/2008 - 23h24

Cabañas vence duelo contra Santos e põe América em vantagem

Bruno Thadeu
Na Cidade do México (MEX)
O Santos havia declarado ter feito um estudo sobre como anular o atacante Cabañas. Os conselhos, entretanto, não foram seguidos à risca, e o time da Vila saiu derrotado, nesta quinta-feira, diante do América por 2 a 0, no México, no primeiro duelo das quartas da Libertadores.

PRINCIPAIS LANCES DO JOGO
AFP
Com dois gols no Santos, Cabañas foi o destaque no jogo do Azteca
PRIMEIRO TEMPO
23min - GOOOOOOL DO AMÉRICA - Defesa santista falha por cima em jogada de escanteio. Cabañas aproveita vacilo e abre placar.
25min - Kléber pega de primeira fora da área, mas bola passa raspando sobre a meta de Ochoa.
42 min - Livre na área, Esqueda cabeceia para fora do gol, para sorte de Fábio Costa
43min - Fábio Costa se atira no pé de Rojas e depois impede gol de cobertura de Cabañas.
SEGUNDO TEMPO
3min - Lima arrisca de fora da área, mas Ochoa aparece para interceptar
16min - GOOOOOOOL DO AMÉRICA - Nova bobeada da defesa santista, que permitiu avanço sem marcação em Cabañas. O paraguaio não teve dificuldade em tirar o goleiro do lance.
19min - Bomba de Rodrigo Souto. Ochoa mais uma vez surge para evitar o gol santista.
45min - Kléber Pereira recebe passe de Tripodí, finta Ochoa e marca. Árbitro assinala incorretamente impedimento e invalida o lance.
VEJA MAIS NOTÍCIAS DO SANTOS
TABELA DA LIBERTADORES 2008
IMAGENS DOS JOGOS DE QUINTA
O SANTOS TEM CHANCE DE VIRAR?
JUCA KFOURI COMENTA A PARTIDA
Os gols do triunfo mexicano foram marcados justamente pelo gordinho Cabañas, ambos nascidos em falhas clamorosas da defesa alvinegra.

Com a derrota no estádio Azteca, o Santos precisará vencer por três ou mais gols de diferença para avançar à semifinal da competição continental. Êxito por 2 a 0 leva a decisão às penalidades. A partida de volta das quartas-de-final acontece no dia 22, na Vila Belmiro.

Irregular no começo de partida, o Santos ao menos evitava o avanço do América. O quarteto formado por Lima, Pereira, Wesley e Molina não criava qualquer lance de perigo. A situação piorou aos 23 min, quando os mexicanos abriram o placar.

O gol marcado por Cabañas mexeu com os santistas, que erraram passes fáceis sucessivamente. Bastante recuado, Kléber Pereira não criou perigo à defesa mexicana. Apático após o tento do América, o time da Vila teve sorte em não sofrer mais gols, evitados graças ao preciosismo do ataque rival.

Insatisfeito com o rendimento de Molina, desatento defensivamente, Leão colocou Rodrigo Tabata no segundo tempo. A substituição, porém, não trouxe qualquer efeito positivo ao Santos, que seguiu sem inteligência no ataque. A equipe seguiu sonolenta.

O América não era volumoso no ataque, mas soube aproveitar as poucas chances criadas. Em dia inspirado, Cabañas recebeu bola livre na área e chutou de forma colocada, ampliando a vantagem mexicana.

Outra escolha de Leão para etapa complementar, Mariano Trípodi deu sinais de vida ao ataque santista, pouco para quem estava atrás no marcador.

AMÉRICA
Ochoa, Castro, Sanchez, Sebá Dominguez; Ismael Rodríguez, Oscar Rojas, Germán Villa e Alejandro Argüello (Sanchez); Juan Carlos Silva, Cabañas e Esqueda (Mosqueda)
Técnico: Juan Antonio Luna

SANTOS
Fábio Costa; Betão, Marcelo, Fabão e Kléber; Rodrigo Souto, Marcinho Guerreiro (Adriano) e Molina Tabata); Wesley (Trípodi), Kléber Pereira e Lima
Técnico: Emerson Leão

Local: estádio Azteca, na Cidade do México (MEX)
Árbitro: Hectro Baldasi (ARG)
Auxiliares: Francisco Rocchio e Sergio Cagni (ARG)
Cartões amarelo: Fabão
Gols: Cabañas, aos 23min do primeiro tempo e 16 min do segundo tempo

Hospedagem: UOL Host