! Santos e São Paulo empatam e seguem 'desfocados' no Brasileirão - 01/06/2008 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

01/06/2008 - 17h58

Santos e São Paulo empatam e seguem 'desfocados' no Brasileirão

Bruno Thadeu
Em Santos
Santos e São Paulo colocaram o Brasileirão em segundo plano para priorizar a Libertadores. Eliminados no torneio continental, as duas equipes deram mais uma demonstração de que ainda não acordaram no Nacional. Com pouca emoção, o clássico terminou empatado por 0 a 0, neste domingo, na Vila, resultado que não agradou a ambos, que seguem mal colocados na classificação.

Equipes que melhores posições conquistaram nos torneios de pontos desde 2003, Santos e São Paulo não justificam seus feitos anteriores. Em quatro jogos, o Santos somou seu quarto ponto. Já o time do Morumbi fica com apenas três pontos.

"Foram poucas chances mesmo pelos dois lados. As duas equipes até tentaram, mas creio que o empate foi o resultado mais justo", comentou o santista Marcinho Guerreiro.

O técnico interino do Santos Márcio Fernandes optou por alterar o padrão tático. Ao contrário do que fazia Emerson Leão, o "novo Santos" foi montado no 3-5-2; esquecido no início do ano, Tabata ganhou nova chance. Isolado na frente, Kléber Pereira sentiu a ausência de Lima -sacado da equipe titular- e pouco incomodou a retaguarda tricolor.

PRINCIPAIS LANCES DO JOGO
Vipcomm
Empate não agradou santistas e tricolores, que seguem mal no BR
PRIMEIRO TEMPO
7min - Jorge Wagner assusta Fábio Costa em cobrança de falta
35min - Hugo, de fora da área, chuta cruzado, com perigo ao gol santista
40min - Molina recebe bom passe de Tabata, mas finaliza sem direção
SEGUNDO TEMPO
6min - Molina gira corpo para chutar. Ceni apenas acompanha bola sair
13min - Marcelo sobe mais que todos. Cabeceio passa rente à trave
40min - Adriano invade área pela linha de fundo, mas defesa tricolor intercepta cruzamento rasteiro
45 min - Rogério Ceni se atira no chão para defender chute de Kleber
VEJA MAIS NOTÍCIAS DO SANTOS
VEJA MAIS NOTÍCIAS DO SÃO PAULO
Sem muito trabalho defensivo, o São Paulo coordenou as principais jogadas ofensivas na primeira etapa. Em duas boas jogadas a equipe do Morumbi por pouco não marcou, com Jorge Wagner e Borges. O esquema com três zagueiros adotado por Muricy impediu qualquer boa investida do ataque santista.

A colocação de mais um jogador no ataque (Lima) fez o Santos apertar a zaga rival, trocando o comando do clássico na segunda etapa.

Cauteloso, o time tricolor trocou passes, porém, sem objetividade. Impaciente com a pouca movimentação de seu ataque, Muricy mudou sua linha de frente, optando pelos velozes Dagoberto e Éder Luís. As mudanças não surtiram efeitos.

Em má fase, Richarlyson recebeu cartão vermelho depois de advertido duas vezes com o amarelo. Nos minutos finais, o Santos esboçou pressão sobre Rogério Ceni, mas esbarrou no excesso de erros na criação no meio-campo e finalização.

SANTOS
Fábio Costa; Betão, Domingos e Marcelo; Adriano, Rodrigo Souto, Marcinho Guerreiro (Tiago Luís), Rodrigo Tabata (Lima), Molina (Wesley) e Kleber; Kléber Pereira
Técnico: Márcio Fernandes

SÃO PAULO
Rogério Ceni; André Dias, Alex Silva e Miranda; Joílson, Zé Luís, Jorge Wagner, Hugo (Fábio Santos) e Richarlyson; Borges (Dagoberto) e Aloísio (Éder Luís)
Técnico: Muricy Ramalho

Local: estádio Vila Belmiro, em Santos
Árbitro: Leonardo Gaciba
Auxiliares: Nilson de Souza Monção (SP) e Evandro Gomes Ferreira (DF)
Cartões amarelos: Adriano, Marcinho Guerreiro, Domingos, Wesley (Santos), Hugo, Joilson, Richarlyson (São Paulo)
Cartão vermelho: Richarlyson (São Paulo)
Público: 7.298 pagantes
Renda: R$ 113.880,00


Hospedagem: UOL Host