UOL Esporte Futebol
 
11/11/2008 - 21h33

Avaí vence o Brasiliense no sufoco e confirma retorno à Série A

Do UOL Esporte
Em São Paulo
Depois de 29 anos de ausência, o Avaí estará de volta à elite do futebol nacional em 2009. Sob olhares de Gustavo Kuerten, seu torcedor mais ilustre, o time catarinense garantiu o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro com três rodadas de antecedência ao bater o Brasiliense por 1 a 0, no estádio da Ressacada lotado por mais de 13 mil torcedores, nesta terça-feira à noite, em Florianópolis (SC).

APÓS 29 ANOS, AVAÍ VOLTA À ELITE
AE
Evando comemora gol que garantiu vitória do Avaí e a vaga antecipada para a Série A
AE
Torcedor ilustre, Guga desceu ao gramado da Ressacada e foi carregado por jogadores
AE
Brasiliense foi a vítima da "decisão" em SC; Ainda restam mais três rodadas para o final
VEJA AS FOTOS DA PARTIDA EM SC
PONTE VENCE E MANTÉM SONHO VIVO
TÚLIO PERDE PENAL E VILA TROPEÇA
MARÍLIA SE SALVA COM UM EMPATE
AMÉRICA E BRAGA FICAM NO ZERO
CRB VENCE CEARÁ POR 1 A 0
SANTO ANDRÉ GOLEIA O ABC
FORLALEZA VENCE E RESPIRA
CONFIRA A TABELA DA SEGUNDONA
O triunfo foi sofrido, suado, e só saiu numa falha grotesca do goleiro Guto, que permitiu que o chute de fora da área de Evando - desviado em Fábio Braz - passasse por baixo de suas pernas. E levou o vice-líder da Série B aos 66 pontos, suficientes para não tirá-lo mais do G-4 nas três rodadas restantes. O Brasiliense ficou com 43 pontos, na 12ª colocação, com chances remotas de rebaixamento.

"Estou muito feliz. Foi um ano muito difícil e batalhado. Quem não esteve aqui não sabe quanto. Agradeço muito a Deus por ter me dado esse privilégio de estar aqui no momento certo", comemorou o técnico Silas, emocionado. "Hoje é um dia muito importante. O Avaí só está colhendo isso porque soube se organizar. Fizemos uma família e essa família agora está na Série A", completou o goleiro Eduardo Martini.

"Para mim, é o maior momento da história do Avaí, a maior conquista", confirmou Guga, que foi carregado pelos torcedores.

A festa em Florianópolis desenhou-se desde o início da tarde. A diretoria contribuiu distribuindo pequenas bandeiras aos torcedores e promovendo um grande foguetório na entrada do time em campo. Ambiente perfeito para um time que se mostrou caseiro na Série B: é o único mandante invicto, com mais de 84% de aproveitamento dos pontos disputados em seu domínio.

Empurrados pelos torcedores, os anfitriões deram a impressão de que queriam resolver a classificação logo no início. Mesmo com a ausência do seu melhor jogador, Marquinhos, suspenso, dominaram boa parte da primeira etapa e criaram ao menos três boas chances de gol, duas delas com Evando. Na mais perigosa, ele ganhou da zaga e tocou por cima do goleiro, mas Bidu afastou antes que a bola entrasse. O Brasiliense só conseguia assustar nas jogadas com o arisco Jóbson pela esquerda.

No segundo tempo, a ansiedade tomou conta do Avaí, que começou a atacar desorganizadamente. Mais solto, o Brasiliense arriscou-se nos contra-ataques e só não abriu o placar porque o goleiro Eduardo Martini fez milagre ao defender duas cabeçadas à queima-roupa seguidas de Aílson, aos 31min.

Aflita, a torcida já havia diminuído o tom do incentivo quando a sorte resolveu entrar em campo. Aos 36min, Evando recebeu na esquerda, trouxe para o meio e bateu prensado. O desvio da bola em Fábio Braz desarticulou a defesa de Guto, que viu a bola passar por entre suas pernas. Foi a senha para o início do carnaval fora de época em Florianópolis.

Os dois times voltarão a campo no sábado. O aliviado Avaí visitará o Bragantino, em Bragança Paulista. O Brasiliense receberá o Juventude, em Taguatinga.

Avaí
Eduardo Martini; Arlindo Maracanã, Rafael, Cássio e Jef Silva; Marcos Winícius, Batista, Joélson (Odair) e Válber (Ferdinando); Evando e William (Rafael Costa).
Técnico: Silas.

Brasiliense
Guto; Patrick, Fábio Braz, Ailson e Edinho; Coquinho, Juninho, Bidú (Tiago Félix) e Adrianinho (Marcinho); Diogo e Jóbson.
Técnico: Reinaldo Gueldini.

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).
Data: 11/11/2008 (terça-feira)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes: José Amilton Pontarolo (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR).
Cartões amarelos: Bidu (B) e Arlindo Maracanã (A) .
Gols: Evando, aos 36min do segundo tempo .

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host