UOL Esporte Futebol
 
30/11/2008 - 18h54

Fla vacila, permite reação do Goiás e vê Libertadores mais longe

Do UOL Esporte
No Rio de Janeiro
Estavam enganados os que achavam que o cardápio de 'tragédias' do Flamengo em 2008, no Maracanã, tinha se esgotado com as derrotas por 3 a 0 para América-MEX (eliminação da Libertadores) e Atlético-MG (Brasileiro). Neste domingo, após abrir 3 a 0 no Goiás, o Rubro-Negro permitiu a reação e o empate do rival (3 a 3). Com isso, vai para a última rodada do Nacional em quinto lugar, com 64 pontos, e terá de torcer por tropeços de Palmeiras ou Cruzeiro.

Além de esperar o resultado negativo dos adversários diretos, o Fla precisará, obviamente, bater o Atlético-PR, domingo, às 17h (de Brasília) na Arena da Baixada, para ficar com uma das vagas na Copa Libertadores da América de 2009.

"Time que quer uma vaga na Libertadores não pode fazer isso, começar desse jeito e levar três gols de repente. Deixamos o adversário crescer", reclamou Juan.

Sem grandes aspirações na competição, o Goiás chegou a 53 pontos e segue na sétima posição. A despedida do Brasileiro, também no domingo, será contra o São Paulo, no Bezerrão.

PRINCIPAIS LANCES DO JOGO
PRIMEIRO TEMPO
5min - GOOOOLLLL DO FLAMENGO!!!! Ronaldo Angelim vai à linha de fundo e cruza na cabeça de Obina, que cabeceia no canto direito de Harlei.
28min - GOOOOLLLL DO FLAMENGO!!!! M. Paraíba aciona Kleberson, que, de primeira, deixa Juan na cara do gol. O lateral só teve o trabalho de deslocar Harlei e ampliar o marcador.
35min - GOOOOLLLL DO FLAMENGO - Obina recebe belo passe de Ibson, dribla Harlei e só empurra para a rede.
37min - GOOOOLLLL DO GOIÁS!!!! Paulo Baier bate pênalti cometido por Jailton sobre Thiago Feltri e diminui.
43 min- GOOOOLLLL DO GOIÁS!!!! Após cobrança de escanteio, Ernando ainda se abaixou para tocar de cabeça.
SEGUNDO TEMPO
19min - GOOOOLLLL DO GOIÁS!!!! Thiago Feltri avança pela esquerda e bate cruzado, no canto direito do goleiro Bruno.
22min - Ibson tenta de meia-bicicleta, mas Henrique salva antes de entrar.
32min - Adriano Gabiru recebe sozinho e bate, mas Bruno salva.
48min - Vandinho domina, chuta rasteiro e acerta a trave direita de Harlei.
VOTE NOS MELHORES DO DIA
CAIO JÚNIOR NEGA SAÍDA
PÁGINA DO GOIÁS
BRASILEIRO 2008
IBSON DEMONSTRA CHATEAÇÃO
BRUNO EXIME JAILTON
JÚNIOR NÃO ACEITA EMPATE
"Começamos mal e depois acordamos. Mostramos o que o nosso time é capaz de fazer e empatamos. Poderíamos, inclusive, ter vencido", avaliou o lateral-direito Vitor.

Da euforia ao alerta

Sem um homem de criatividade no meio campo, o Flamengo tinha na forte marcação sua grande arma. Justamente em uma roubada de bola surgiu o primeiro lance de perigo, que terminou nos pés de Juan. Pouco depois, Toró ganhou a dividida no meio. Na seqüência, Ronaldo Angelim levantou na área e Obina, de cabeça, abriu o placar.

A vantagem no marcador deixou os donos da casa conformados, de certa maneira, e restritos aos contra-ataques, que levavam perigo. Em contrapartida, o Esmeraldino se encontrou no jogo, equilibrou as ações e, guiado pelo lateral-direito Vitor, começou a incomodar. Mas faltou poder de definição. E o preço foi alto.

Aos 28, quando começava a ser dominado, o Rubro-Negro descolou boa jogada entre Marcelinho Paraíba, Kleberson e Juan, que saiu na cara do gol e tocou na saída de Harlei. Aos 35, Obina, cortou Rafael Marques e tocou para Ibson. Com um belo passe de esquerda, o volante deixou o Xodó na frente de Harlei. Foi só driblar o goleiro e empurrar para o fundo da rede.

Dois minutos depois, Jailton derrubou Thiago Feltri na área. Pênalti. Na cobrança, Paulo Baier 'encheu o pé' e bateu no meio, sem chances para Bruno. Uma sobrevida aos esmeraldinos. E para os que pensavam que o jogo já estava definido: surpresa. Aos 42, Ernando aproveitou a sobra e fez o segundo, recolocando o Goiás no jogo. De cabeça baixa, o goleiro Bruno parecia não acreditar. Era a melhor tradução da decepção rubro-negra.

Concretização da decepção

Na volta do intervalo, Luizinho ficou no banco de reservas. O lateral reclamou de dores musculares e foi substituído pelo chileno Fierro. Abalado pela recuperação do Goiás, o Flamengo iniciou errando muitos passes, mas logo se acalmou. Aos 4, Obina desperdiçou boa chance.

ANÁLISE DO JUCA
Crédito
"E tudo ficou para a última rodada do Brasileiro"
BLOG DO JUCA KFOURI
O jogo seguiu sem grande emoção, mas era visível a fragilidade do setor defensivo rubro-negro. Aos 19, ficou provado. Thiago Feltri avançou pela esquerda e bateu cruzado, empatando o jogo. Melhor em campo, o time goiano teve ao menos duas chances para virar de vez o jogo. Mas nem precisava. A tragédia já estava decretada.

Flamengo
Bruno; Luizinho (Fierro), Jaílton, Ronaldo Angelim e Juan; Airton, Toró (Vandinho), Kléberson e Ibson; Marcelinho Paraíba (Everton) e Obina.
Técnico: Caio Júnior.

Goiás
Harlei; Henrique, Ernando e Rafael Marques; Vitor, Fernando (Fredson), Fábio Bahia, Julio César (Adriano Gabiru), Paulo Baier e Thiago Feltri; Iarley (Alex Terra)
Técnico: Hélio dos Anjos

Data: 30/11/2008 (domingo)
Horário: 17h (de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)
Assistentes: Milton Otaviano dos Santos (Fifa-RN) e Marrubson Melo Freitas (DF)
Cartões amarelos: Rafael Marques, Vitor, Fábio Bahia, Iarley, Fernando e Adriano Gabiru (GOI); Kleberson, Ibson, Jailton e Obina (FLA)
Gols: Obina, aos cinco e 35, Juan, aos 28, Paulo Baier, aos 37 e Ernando, aos 43 minutos do primeiro tempo; Thiago Feltri, aos 19 minutos do segundo tempo.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host