UOL Esporte Futebol
 
10/12/2008 - 19h37

Real bate Zenit na estréia de Juande Ramos, mas Juve garante ponta do Grupo H

Do UOL Esporte
Em São Paulo
Já classificados para as oitavas-de-final da Liga dos Campeões, Real Madrid e Juventus entraram em campo nesta quarta-feira apenas para definir quem seria o líder do Grupo H. Melhor para o time italiano, que só precisou de um empate sem gols com o BATE Borisov, em casa, para fechar a disputa com o primeiro lugar. O clube espanhol, por sua vez, ainda cumpriu seu papel ao vencer o Zenit por 3 a 0 na estréia do técnico Juande Ramos, no Santiago Bernabéu, mas acabou com o segundo posto.

Andrea Comas/Reuters
Autor de dois gols na partida, atacante Raúl comemora com o estreante Juande Ramos
AP Photo/Victor R. Caivano
Capitão do time merengue deu show no Santiago Bernabéu no triunfo do Real
PRINCIPAIS FOTOS DA RODADA
MANCHESTER UNITED SÓ EMPATA
PORTO DERROTA ARSENAL POR 2 A 0
BAYERN BATE O LYON POR 3 A 2
Mais preocupada com o clássico de sábado contra o Barcelona pelo Campeonato Espanhol, conforme declaração do próprio treinador antes do jogo, a equipe merengue entrou em campo um time misto. Ramos deixou, por exemplo, o goleiro Casillas no banco de reservas e deu chance ao substituto Dudek.

Assim que o duelo começou, no entanto, os anfitriões tiveram poucas dificuldades para assumir o controle das ações ofensivas com atuações inspiradas de Van der Vaart e Higuaín no início. Aos 25 min, o Real Madrid finalmente abriu o placar, quando Raúl aproveitou falha do goleiro Malafeev e completou para o fundo das redes da entrada da pequena área.

Com o meia-atacante Arshavin apagado, sem dar um chute a gol sequer no primeiro tempo, o Zenit teve dificuldades para empatar o jogo. Desta maneira, voltou para o segundo tempo ainda em desvantagem no placar e sem sua principal estrela, substituída no intervalo por Fayzulin. A alteração, contudo, teve pouco efeito no decorrer da partida.

Logo aos 5min da etapa complementar, Robben aproveitou belo passe de Raúl para encobrir Malafeev e anotar o segundo do time espanhol. Apenas sete minutos depois, o próprio Raúl voltou a marcar, desta vez após bola retribuída pelo companheiro holandês. Este foi o gol de número 66 do capitão merengue em competições da UEFA e foi suficiente para fechar o placar.

"É uma vitória que cairá muito bem aos jogadores antes do jogo contra o Barcelona. Eles tiveram uma atitude bastante positiva para tentar vencer a partida. O único problema que podemos ter é o cansaço de alguns atletas, já que o desgaste foi grande", ponderou Juande Ramos após sua estréia triunfante.

Damien Meyer/AFP
Atacante Amauri lamenta lance perdido no empate da Juventus em casa com o BATE
Crédito
BATE Borisov, de Bliznyuk, encerrou a Liga na lanterna do Grupo H, com três pontos
CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO GRUPO
A rodada final do Grupo H deixou o Real Madrid com 12 pontos, assim como a Juventus. Porém, o time italiano herdou a liderança já que triunfou nos dois jogos contra o clube espanhol - primeiro critério de desempate. O Zenit ficou com cinco pontos, o terceiro lugar e a vaga na Copa da Uefa, torneio que conquistou na última temporada. Já o BATE dá adeus às competições continentais neste ano depois de encerrar sua participação na Liga com apenas três pontos, na lanterna.

Ao mesmo tempo do jogo em Madri, o confronto em Turim começou de maneira mais fria, não apenas pelos 2ºC de temperatura na hora do jogo. Com 50% de posse de bola para cada lado, ambos os times priorizaram as jogadas pelo meio, sem grande criatividade.

Aos poucos, os donos da casa passaram a ter maior influência, mas ainda assim não conseguiram alterar o marcador até o intervalo, mesmo com os 11 chutes a gol contra apenas dois do BATE Borisov. No segundo tempo, o domínio da Juventus aumentou até que aos 7min Giovinco desperdiçou cobrança de pênalti para os italianos. No fim do jogo, o time de Cláudio Ranieri precisou apenas manter a igualdade para assegurar a liderança.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host