UOL Esporte Futebol
 
17/01/2009 - 18h47

Náutico vacila na marcação, cede empate e mantém tabu contra Salgueiro

Irce Falcão e Márcio Markman
No Recife (PE)
Em um jogo de fraco nível técnico, na tarde dste sábado, nos Aflitos, Náutico e Salgueiro abusaram dos chutões, erros de passe e impedimentos. No final, o empate em 2 a 2 manteve o tabu do Náutico, que nunca venceu o Salgueiro no Campeonato Pernambucano.

A forte marcação salgueirense e a apatia do time alvirrubro transformaram o primeiro tempo em um revezamento de posse de bola entre as equipes. O primeiro lance de perigo saiu apenas aos 24 minutos, quando Marcos Mendes em cobrança de falta, quase colocou o Salgueiro em vantagem.

Sem muita movimentação, as equipes apenas trocavam passes, sem criar jogadas perigosas. A única chance do Náutico saiu aos 41 minutos, quando Carlinhos Bala fez boa jogada pela direita e cruzou para Anderson Lessa. O atacante chegou a tocar na bola, mas o geleiro Luciano defendeu com firmeza.

"Precisamos ter mais visão de jogo para aproveitar os espaços. Temos que trabalhar a bola e não rifar as jogadas", analisou o capitão alvirrubro, Vagner, na saída para o intervalo.

As palavras de Vagner surtiram efeito e as equipes voltaram mais dispostas para o segundo tempo. Aos dez minutos, Renato Frota arrancou pela intermediária e, sozinho com Eduardo, viu o goleiro alvirrubro crescer e impedir que a melhor chance salgueirense no jogo se concretizasse em gol. O detalhe é que o atacante Patrick estava sozinho, ao seu lado, mas Frota preferiu tentar o chute e perdeu a maior chance de gol até então.

A resposta veio com Carlinhos Bala, que voltou a defender as cores do Náutico diante da torcida alvirrubra após oito anos. E foi impiedosa. O atacante cobrou falta com perfeição no canto esquerdo do goleiro Luciano, marcando o primeiro gol do Náutico, aos 11.

Três minutos depois, Anderson Lessa foi derrubado por Rogério, dentro da área adversária e Wilson Souza marcou pênalti. Gilmar cobrou e ampliou o placar para o time da capital.

Quando tudo indicava que o Náutico caminharia para uma vitória tranqüila, veio a reação do Salgueiro. O time do interior não se intimidou e partiu para o jogo, diminuindo a diferença com Alisson, de cabeça, após cobrança de escanteio de Marcos Mendes, aos 17.

Gilmar ainda carimbou a trave do goleiro Luciano em cobrança de falta, mas quem marcou foi o Salgueiro. Aos 42, a defesa do Náutico errou novamente ao tentar fazer a "linha burra" e deixou Rodrigo entrar livre. Ele pegou de primeira o lançamento de Rogério e, com um leve toque, encobriu Eduardo para empatar a partida, aos 42 minutos..

NÁUTICO 2 x 2 SERRANO

Náutico
Eduardo; Gilmar, Vágner e Luis Alberto, Anderson Santana; Johnny, Derley (Eduardo Eré), Nunes e Juliano (Somália); Carlinhos Bala e Anderson Lessa (Wellington)
Técnico: Roberto Fernandes
Salgueiro
Luciano; Rogério, Alisson, Henrique e Marcos Mendes; Wendel, Ricardo Frota (Oliveira), Leonardo (Thiago) e Vitor Caicó (Rodrigo); Patrick e Inho Baiano.
Técnico: Neco

Data: 17/01/09 (sábado)
Local: estádio dos Aflitos, no Recife
Árbitro: Wilson Souza de Mendonça
Auxiliares: Albert Júnior e Júlio César Bezerra
Público: 11.130 torcedores
Renda: R$ 13.900
Cartões amarelos: Johnny, Nunes e Eduardo Eré (Náutico), Rogério (Salgueiro)
Gols: Carlinhos Bala, aos 11, Gilmar, aos 14, Alisson, aos 17, e Rodrigo, aos 42 minutos do segundo tempo

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host