UOL Esporte Futebol
 

Maicosuel comemora belo gol de falta marcado contra Cabofriense

15/03/2009 - 20h26

Botafogo se recupera e bate a Cabofriense por 4 a 0

Do UOL Esporte
No Rio de Janeiro
Ao que tudo indica, a goleada de 4 a 1 para o Vasco já é coisa do passado no Botafogo. Neste domingo, em Cabo Frio, a equipe alvinegra bateu a Cabofriense por 4 a 0 e segue viva na luta por uma das vagas nas semifinais da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro. Os gols foram marcados pelo atacante Victor Simões, que fez dois e agora tem oito na artilharia da competição, Maicosuel, em linda cobrança de falta, e do estreante Renato.

Com o resultado, o Glorioso chega aos seis pontos no Grupo B e aparece na quarta colocação. Já a Cabofriense, que é do A, permanece em oitavo sem pontuar. Na próxima rodada, o Botafogo joga contra o Duque de Caxias, às 16h, no domingo, enquanto que a equipe da Regiao dos Lagos recebe o Friburguense, em Nova Friburgo, também no mesmo horário.

"Colocamos a cabeça no lugar depois da derrota no clássico, estamos concentrados e vamos lutar para manter esse ritmo", disse Maicosuel na saída de campo.

PRINCIPAIS LANCES DO JOGO
PRIMEIRO TEMPO
11min - GOOOOOLLLL DO BOTAFOGO!!!! - Cruzamento preciso de Thiaguinho pela esquerda. Victor Simões, bem colocado, se agacha e completa de cabeça para o gol.
19min - Com extrema categoria, Maicosuel domina uma bola na entrada da pequena área, ajeita e chuta. A bola passa perto da trave esquerda da Cabofriense.
25min - O zagueiro Juninho cobra falta com violência de longe. A pancada é tão forte que a bola quiçá e quase encobre o goleiro Flavio.
37min - Léo Silva arrisca de fora da área e quase amplia para o Botafogo.
SEGUNDO TEMPO
14min - GOOOOOLLLL DO BOTAFOGO!!!! - Maicosuel cobra falta no ângulo esquerdo do goleiro da Cabofriense, que se esticou todo e não chegou.
37min - GOOOOOLLLL DO BOTAFOGO!!!! - Batista entra na área e chuta. O goleiro espalma nos pés de Victor Simões, que só tem o trabalho de empurrar para o gol.
36min - Marcio acerta uma cabeçada no travessão de Renan, que nada poderia fazer.
45min - GOOOOOLLLL DO BOTAFOGO!!!! - Após troca de passes na área adversária, Renato chuta para fazer o quarto.
PÁGINA DO BOTAFOGO
TABELA INTERATIVA DO RIO
O jogo:

Aos 37 segundos, a rapaziada do técnico Ney Franco mostrou que não iria entrar em campo para brincar. Victor Simões foi lançado pela esquerda de ataque e tentou dar um toque de efeito por cima do goleiro Flávio. Mas o camisa 1 conseguiu fazer a defesa. Mais bem organizado no início, o Botafogo ainda perdeu duas boas oportunidades, uma com Léo Silva e outra com Jean Carioca, antes de abrir o marcador. Aos 11, Thiaguinho cruzou da esquerda e Victor Simões se abaixou para completar de cabeça e dar um presente de grego ao goleiro da Cabofriense, que atingiu a marca de 250 partidas pelo clube da Região dos Lagos.

O gol do camisa 9 alvinegro, que voltou a comemorar imitando uma pantera em homenagem ao ex-atacante Donizetti, deu tranquilidade à equipe de Ney Franco. A Cabofriense até soube exercer uma marcação boa na saída de bola do adversário, mas o Botafogo sentiu a estratégia e passou a usar as duas laterais para desafogar a defesa. O zagueiro, em cobrança de falta aos 26 minutos, quase ampliou, mas foi novamente Victor Simões que mais perto chegou do gol ao se jogar em uma bola cruzada rasteira por Alessandro minutos depois.

Se o Botafogo com vantagem no marcador já tinha o controle da partida, com um homem a mais ficou mais soberano ainda. Aos 33 minutos, o lateral Nata fez falta dura em Thiaguinho e recebeu seu segundo cartão amarelo. Resultado? Foi para tomar uma ducha mais cedo. Daí até o apito final o Botafogo tirou o pé do acelador, mas ainda deixou evidente que a defesa às vezes, assim como no clássico com o Vasco, parece se desligar do que acontece em campo.

Consolidação e gol de estreante:

Ciente de que o adversário acabou melhorando mesmo com um jogador expulso, o técnico Ney Franco pediu que o Botafogo matasse a partida o quanto antes para não correr riscos. Com boas triangulações entre Maicosuel, Lucas Silva e Thiaguinho, a equipe quase conseguiu fazer o que o comandante pediu aos nove minutos, mas o goleiro Flavio impediu o segundo. Porém, aos 14, Maicosuel cobrou falta com maestria e resolveu o problema.

Depois do gol, Ney Franco aproveitou para promover a estreia do meia Renato, que entrou na vaga de Léo Silva. O jogador deu mais movimentação ao meio-de-campo do Alvinegro. Pressionada, a Cabofriense até chegou a criar algum problema por saber aproveitar bem a velocidade de seus jogadores no contra-ataque.

Com mais fôlego e se aproveitando da boa atuação de Renato, que perdeu duas boas oportunidades para ampliar, o Botafogo se deu ao luxo de desperdiçar várias jogadas dentro da área adversária. A Cabofriense, aos 36, quase diminuiu quando Marcio acertou o travessão de Renan depois de cobrança de escanteio. Já com a torcida feliz com a vitória que se aproximava, Victor Simões fez mais um aos 37 depois de um rebote do chute de Batista. Livre, o artilheiro só teve o trabalho de escorar e correr para comemorar junto com os alvinegros. Renato, aos 45, também deixou a sua marca ao apagar das luzes.

CABOFRIENSE 0 x 4 BOTAFOGO:

Cabofriense: Flávio, Nata, Demerson, João Paulo e Gérson; Márcio, Da Silva, Guido (Roberto) e Oliveira (Valdir); Anselmo Ramon (Marcelinho)e Maciel
Técnico: Ademir Fonseca

Botafogo: Renan, Juninho, Leandro Guerreiro e Émerson; Alessandro, Leo Silva (Lucas Silva), Maicossuel, Fahel (Batista) e Thiaguinho; Victor Simões e Jean Carioca (Renato)
Técnico: Ney Franco

Data: 15/03/2009 (domingo)
Horário: 18h30
Local: Estádio Alair Corrêa, em Cabo Frio (RJ)
Árbitro: Marcelo Venito Pacheco (RJ)
Auxiliares: Marcelo da Silva Cardoso (RJ) e Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ)
Cartões amarelos: Demerson, Nata, Da Silva, João Paulo (CAB), Juninho, Thiaguinho, Léo Silva e Batista (BOT)
Cartão vermelho: Nata (CAB)
Gols: Victor Simões, aos 11 minutos do primeiro tempo e aos 37 do segundo, e Maicosuel, aos 14 da etapa final (BOT), e Renato, aos 45

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host