UOL Esporte Futebol
 
23/04/2009 - 23h30

Em um jogo eletrizante, Náutico vira sobre o Criciúma e garante vaga

Do UOL Esporte
No Recife
Não faltou emoção no jogo que garantiu a classificação do Náutico às oitavas-de-final da Copa do Brasil, onde irá enfrentar o Internacional. Mantendo a mística de complicar jogos teoricamente fáceis, o Náutico, que tinha a vantagem de empatar em até 1 a 1, viu o jogo estar nas mãos do Criciúma por duas vezes. E, quando tudo indicava uma disputa por pênaltis, um gol salvador garantiu a classificação alvirrubra. Placar final da batalha: 3 a 2.

CONFRONTOS DAS OITAVAS
Vasco x Icasa
Atlético-MG x Vitória
Corinthians x Atlético-PR
Fluminense x Goiás
Americano x Ponte Preta
CSA x Coritiba
Flamengo x Fortaleza
Inter x Náutico
ATLÉTICO-MG BATE GUARÁ
CONFIRA AS CHAVES
PÁGINA DA COPA DO BRASIL
Precisando da vitória a todo custo, o Criciúma entrou no jogo disposto a reverter a vantagem do Náutico. E, aproveitando o nervosismo e as falhas do reforçado esquema defensivo alvirrubro, os catarinenses exploraram as bolas aéreas, abrindo o placar com apenas sete minutos.

Em um dos lançamentos, Kemps cabeceou junto com o zagueiro Asprilla e, adiantado, Eduardo tentou fazer um golpe de vista. Mas, o que o goleiro viu mesmo foi a bola perder peso e cair dentro do gol alvirrubro.

Carente de um jogador para trabalhar a bola com criatividade e movimentar o jogo no setor de meio-campo, o Náutico sofreu para driblar o bem postado time do Criciúma, que continuou a jogar ofensivamente. Mas, em um contra-ataque rápido puxado por Galiardo, os catarinenses foram surpreendidos na marcação.

O volante roubou a bola na intermediária e lançou rapidamente para Derley avançar pela esquerda e chutar cruzado, igualando o placar, aos 17min. A igualdade no marcador pôde ser vista também em campo, com as duas equipes apostando na mesma tática, os lançamentos aéreos e as jogadas pelas alas, na tentativa de fugir das marcações no centro do campo, além da quantidade de passes errados.

Em um lance isolado, a velocidade de Kemps por pouco não resultou no segundo gol dele na partida. Isso, porque o atacante tabelou com Lima, mas, na hora do chute, a bola caiu na perna esquerda, que não é a especialidade dele. O Náutico até marcou com Gladstone, mas, em impedimento. Sem apresentar a mesma consistência da final do Campeonato Pernambucano, os alvirrubros saíram para o intervalo sob vaias de parte da torcida presente nos Aflitos.

Mais ligado na volta para o segundo tempo, o Náutico teve a melhor chance do jogo logo aos seis minutos. Derley fez um lançamento milimétrico para Johnny, que dominou a bola, mas chutou fraco para a defesa de Angonese. Mas, a irregularidade voltou a assombrar os alvirrubros, por isso, o treinador Waldemar Lemos desfez o esquema repleto de zagueiros e lançou mão do lateral-direito Sidny, na vaga de Negretti, e do meia Julaino, no lugar de Asprilla.

Mas, a mudança não diminuiu o ritmo do Criciúma e, aos 22min, Eduardo derrubou Maicon dentro da área. O ábitro Almeida Filha marcou pênalti, que Kemps cobrou no centro do gol e converteu, colocando os catarinenese novamente em vantagem.

Quando a classificação parecia estar longe dos Aflitos, Gilmar entrou na área adversária e foi derrubado por Angonese. Pênalti que o atacante cobrou e marcou, aos 37min. O resultado em 2 a 2 levaria a partida para os pênaltis, não fosse Gilmar, brilhar novamente em campo. O atacante fez boa jogada na lateral do campo e cruzou na cabeça de Juliano, que apenas empurrou para o gol, aos 40min, garantindo a classificação às oitavas-de-final.

NÁUTICO 3 x 2 CRICIÚMA

Náutico
Eduardo; Asprilla (Juliano), Negretti (Sidny) e Gladstone; Galiardo, Vágner, Derley, Carlinhos Bala e Johnny; Gilmar e Adriano Magrão (Kuki)
Técnico: Waldemar Lemos

Criciúma
Márcio Angonesi; Thiago Matos, Josemar, Cris e Felipe; Basílio, Paraná (Marcelinho), Mateus e Michel Neves; Kemps e Zulu (Maicon)
Técnico: Leandro Machado

Data: 23/04/2009 (quinta-feira)
Local: estádio dos Aflitos, no Recife
Horário: 21h30
Árbitro: Francisco de Assis Almeida Filho
Auxiliares: Arnaldo Rodrigues de Souza e Márcio Torres
Público: 6.004 torcedores
Renda: R$ 53.360,00
Cartões amarelos: Cris e Lima (Criciúma); Johnny, Derley e Gilmar (Náutico)
Cartões vermelhos Galiardo (Náutico)
Gols: Kemps, aos sete, Derley, aos 17 minutos do primeiro tempo; Kemps, aos 22, e Gilmar, aos 37, e Juliano, aos 40 minutos do segundo tempo.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host