Esporte

Com gols e dribles mágicos, português do futsal desafia a física (e vence!)

Do UOL, em São Paulo

10/02/2016 06h00

As imagens correram o mundo, acompanhadas sempre das mesmas palavras: incrível, mágico, insano, genial, lendário. 

Ricardinho, o melhor jogador de futsal do mundo, assombrou o meio ao fazer, no último sábado, um golaço na Eurocopa disputada na Sérvia.

Como apenas um grande craque conseguiria fazer, ele aplicou um chapéu constrangedor em um sérvio e chutou forte em direção ao gol, tirando do goleiro qualquer possibilidade de defesa. 

Dois dias depois, contra a Espanha, fez tudo de novo. (Mas, como se um simples chapéu não fosse suficiente, Ricardinho acrescentou à jogada uma lambretinha.)

Com 30 anos, mais de cem gols por sua seleção e dois troféus de melhor do mundo, Ricardinho não é exatamente uma surpresa para quem acompanha as notícias do futsal.

Filho de uma família pobre do norte de Portugal, o atacante foi rejeitado no futebol de campo por ser considerado pequeno demais, mas construiu uma carreira de sucesso nas quadras.

A habilidade com que trata a pesada e veloz bola de futsal já produziu outros golaços e dribles desconcertantes, tão comuns nesse esporte.

Por causa deles, Ricardinho foi apelidado de “o Mágico”.

No Brasil, o Mágico é conhecido por sua idolatria quase juvenil pelo melhor jogador da modalidade no país, Falcão. O 10 português exibe orgulhoso uma tatuagem que fez na panturrilha com o desenho de uma bola e um "12", número da camisa de Falcão.

Um dia, um jornalista perguntou se Ricardinho achava que um dia seria maior que Falcão. Ricardinho disse que ninguém jamais será maior que Falcão.  

Durante o treino antes de um dos jogos de Portugal na Euro, Ricardinho foi filmado fazendo isso:

Posicionado atrás da linha de fundo, ele faz embaixadinhas e depois chuta a bola para dentro da quadra. A bola gira no chão e, como um bumerangue, muda de direção e entra no gol, quebrando umas cinco leis da física no caminho.

Mágica.

Infelizmente para ele (e para nós), Portugal acabou eliminado do torneio depois de perder para a Espanha nas quartas de final.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo