UOL Esporte Futsal
 
18/10/2008 - 12h02

Com gol no final, Itália conquista terceiro lugar da Copa do Mundo

Do UOL Esporte
Em São Paulo
A Itália conseguiu se recuperar da polêmica derrota nas semifinais da Copa do Mundo de futsal e conquistou, neste sábado, a terceira colocação do torneio. O time italiano bateu a Rússia por 2 a 1, no Maracanãzinho, com um gol quando faltavam 13 segundos para o final da partida, e diminuiu um pouco a frustração de ter ficado fora da final após sofrer uma derrota bastante contestada.

Sergio Moraes/Reuters
Foglia, vilão da semifinal, se redimiu e marcou o primeiro gol da Itália ante Rússia
PÁGINA DA COPA DO MUNDO
JUIZ DA SEMIFINAL É AFASTADO
BRASILEIROS CONCORREM A PRÊMIO
MONOPÓLIO DE BRASIL E ESPANHA
Foglia, vilão da semifinal contra a Espanha, também foi o protagonista da partida que decidiu a medalha de bronze do Mundial. O ítalo-brasileiro abriu o placar para a Itália e comandou a sua seleção dentro de quadra. Assis decidiu o jogo para o time italiano.

O jogador destacou que conseguiu dar a volta por cima, após o lance infeliz que protagonizou na semifinal contra a Espanha. "Fiz de tudo para ajudar meus companheiros e esquecer o que aconteceu. Não dormi pensando no que fazer depois daquele lance, mas dei sorte e ajudei a seleção italiana", explicou Foglia.

Com um ritmo veloz e disposta a abrir vantagem logo no início do jogo, a Itália foi para cima em busca do gol. E foi o que aconteceu aos 6min. Em grande jogada individual, Foglia deixou o defensor russo sentado após drible e finalizou de esquerda sem chances para Zeuv.

Após o gol, os italianos continuaram em cima e as jogadas da Rússia, que sempre passavam pelos pés do brasileiro naturalizado Pula, não davam resultado. Aos 19min, na jogada mais perigosa do time russo no primeiro tempo, Shayakhmetov aproveitou confusão na área italiana e acertou a trave.

A Rússia acelerou o jogo no segundo tempo e os italianos não conseguiram acompanhar. E a nova forma de jogar dos russos surtiu o efeito esperado. Em jogada que envolveu os defensores italianos, Dushkevic recebeu sozinho e, de letra, empatou a partida em 1 a 1.

Aos 12min, os russos acertaram a trave italiana mais uma vez, com Khamadiev. No rebote, Pula não conseguiu complementar para o gol vazio. Na jogada, os russos reclamaram de pênalti. A Itália, por sua vez, também tentava o ataque e fazia o goleiro Zuev trabalhar.

O gol da vitória italiana aconteceu quando faltavam apenas 13 segundos para o final do jogo. Assis recebeu cara-a-cara com Zuev e, após lindo toque de cobertura, marcou. A Rússia tentou apertar, mas já não havia mais tempo para a reação.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host