UOL Esporte Futsal
 
02/06/2009 - 17h28

Divergências de pensamento tiram PC de Oliveira da seleção de futsal

Renan Prates
Em São Paulo
A seleção brasileira de futsal não tem mais treinador. A CBFS (Confederação Brasileira de Futsal) optou por não renovar o contrato do técnico Paulo César de Oliveira, mais conhecido como PC, que levou o Brasil ao título da última Copa do Mundo em 2008.

Folha Imagem/Arquivo
PC de Oliveira deixa a seleção com apenas uma derrota no retrospecto em quatro anos
MALWEE CONQUISTA SUL-AMERICANO
LEIA MAIS NOTÍCIAS DE FUTSAL
O motivo oficial é o de diferença de pensamento da forma de trabalho, mas o UOL Esporte apurou que o ex-técnico da seleção brasileira nunca se deu com o estafe da CBFS.

O substituto de PC de Oliveira ainda não foi anunciado, pois a Confederação estuda uma lista de nomes para o seu lugar. O auxiliar-técnico de PC, Marcos Sorato, mais conhecido como Pipoca, também tem chances de ser o escolhido.

O contrato de PC vencia no mês de março, mas a CBFS adiou a decisão da possível renovação somente para este mês, quando decidiu encerrar o vínculo com o treinador.

Polêmico e irreverente, PC de Oliveira nunca teve um bom relacionamento com o estafe da CBFS e com alguns dos jogadores durante a Copa do Mundo. Apesar de as partes não admitirem, o relacionamento do treinador com o ala Falcão - eleito melhor jogador do mundo na competição - era apenas satisfatório.

Mas PC compensava os problemas de relacionamento com o excelente retrospecto á frente da seleção brasileira. Desde que assumiu o comando da equipe em 2005, o treinador ostentou impressionantes 149 vitórias em 155 jogos (cinco empates e uma derrota). O único revés de PC pelo Brasil foi contra a Espanha, em um amistoso.

Além da Copa do Mundo de Futsal, PC de Oliveira teve como principais conquistas a Copa América, em 2008, e a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host