UOL Esporte Ginástica
 
21/12/2009 - 17h17

Depoimento de Daiane agrada FIG: "transparente e positivo"

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • Em novembro, durante entrevista coletiva, Daiane alegou não saber que a furosemida era proibida

    Em novembro, durante entrevista coletiva, Daiane alegou não saber que a furosemida era proibida

Depois de cair no erro de utilizar uma substância proibida em um tratamento estético, parece que Daiane dos Santos começa a acertar em sua defesa. Nesta segunda-feira, a FIG (Federação Internacional de Ginástica) deu seu primeiro parecer sobre o depoimento prestado pela ginasta brasileira no caso de doping.

Segundo comunicado divulgado pela entidade, o depoimento de Daiane - que preferiu fazer sua defesa pessoalmente, em vez de enviar um advogado -, realizado na última sexta-feira na sede da FIG, em Lausanne, Suíça, agradou os ouvintes: Rached Gharbi, da Tunísia, Margarida Dias, de Portugal, e Paul Engelmann, da Suíça, todos membros da Comissão Disciplinar da FIG.

“A Comissão descreveu o depoimento como transparente, positivo e construtivo”, publicou a Federação em seu site oficial. A entidade fez questão de ressaltar, porém, que Daiane está sendo julgada porque não fez uma requisição formal para utilizar uma substância proibida em um tratamento terapêutico.

A FIG reiterou, ainda, que o prazo final para o anúncio da decisão sobre o caso é 26 de janeiro de 2010.

Daiane dos Santos foi flagrada em um exame fora de competição no dia 2 de julho por uso do diurético furosemida. Na única entrevista que concedeu para falar sobre o caso, em novembro, a gaúcha confirmou a utilização da substância, mas alegou que as aplicações tinham fim estético (um tratamento contra gordura localizada), disse não saber que a furosemida era proibida e ainda justificou que não sabia que poderia passar por um exame antidoping mesmo não estando apta a competir - ela não disputou nenhuma competição nesta temporada por se recuperar de uma cirurgia no joelho.

A punição máxima prevista para esses casos é de dois anos. Entretanto, se Daiane pegar qualquer pena superior a seis meses estará automaticamente fora dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, devido a uma regra do COI (Comitê Olímpico Internacional).

Chinesas investigadas

Além de anunciar sua decisão final sobre o doping de Daiane dos Santos, a FIG também comunicará no dia 26 de janeiro seu parecer sobre o caso das chinesas Yang Yun e Dong Fangxiao, acusadas de terem competido nos Jogos Olímpicos de Sydney-2000 com uma idade abaixo do permitido (16 anos). As duas atletas foram ouvidas pela Comissão Disciplinar neste final de semana.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host