Topo

Esporte


Médico que abusou de ginastas sofre a primeira denúncia de um homem

Jeff Kowalsky/AFP
Condenado por abuso sexual, Lawrence "Larry" Nassar recebeu a primeira denúncia masculina Imagem: Jeff Kowalsky/AFP

Do UOL, em São Paulo (SP)

2018-03-02T17:32:31

02/03/2018 17h32

Condenado a mais de 100 anos de prisão em dois processos sobre abuso de ginastas nos Estados Unidos, Larry Nassar agora enfrenta uma nova acusação; e de um homem. Jacob Moore, um ginasta de 18 anos da Universidade de Michigan, também entrou como parte de um processo contra o médico. Moore é o primeiro atleta do sexo masculino a apresentar queixa contra Nassar.

De acordo com informações do Yahoo, Moore acusa o médico de abusá-lo ainda aos 16 anos. Na acusação, o ginasta relata que compareceu à casa de Nassar para tratar de uma lesão no ombro. O médico levou o jovem a um porão e expôs os genitais do adolescente a uma ginasta mulher enquanto fazia o exame, sob a alegação de que faria uma “acupuntura” no local para curar a problema físico.

Na acusação, Moore, segunda pessoa da família a ser vítima de Nassar, se baseia em análises de outros médicos. A conclusão apresentada no documento é que “não existe uma conexão médica conhecida entre a dor no ombro e que pode ser tratada através da acupuntura na área dos órgãos genitais masculinos”.

Antes de Jacob admitir o abuso de Larry Nassar, a irmã dele, Kamerin, levou à Justiça o crime do médico. Ela foi uma das centenas de atletas assediadas pelo então profissional da Universidade de Michigan e da seleção americana de ginástica, que já recebeu duas condenações – a mais alta pede prisão por um período de 175 anos.

Mais Esporte