UOL Esporte Golfe
 
20/01/2010 - 09h10

Woods deve ficar 18 semanas em abstinência para curar vício em sexo

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • Golfista Tiger Woods segue com a carreira paralisada por escândalo

    Golfista Tiger Woods segue com a carreira paralisada por escândalo

Para tentar enterrar de vez seus problemas, Tiger Woods deve recorrer a tratamento médico. Pelo menos é o que diz o tabloide britânico The Sun, que publicou nesta quarta-feira que o golfista passará por um tratamento para o seu vício em sexo.

O escândalo sexual do norte-americano envolveu o nome de mais de uma dezena de amantes, o que complicou o seu casamento. Sua mulher, Elin Nordegren, deixou a casa do golfista com os dois filhos e exige centenas de milhões de dólares de Tiger Woods.

O norte-americano, de 34 anos, estaria se preparando para enfrentar seis semanas em uma clínica de reabilitação localizada no Mississippi, nos Estados Unidos.

As primeiras exigências são que ele faça um contrato de celibato e escreva uma carta para a mulher, uma ex-modelo sueca. Mas, as dificuldades serão na parte “prática” do tratamento.

“Você não pode ter sexo e nem ficar excitado”, disse uma ex-paciente, sem se identificar, ao The Sun. “Isso continua por 90 dias depois que você é liberado”. Com as seis semanas recluso e os outros três meses sem relações, Tiger Woods teria de passar cerca de 18 semanas privado do suposto vício.

Segundo a ex-paciente ouvida pelo tabloide, Elin Nordegren poderá ser chamada para participar das sessões de tratamento, se assim desejar.

Devido ao escândalo, que começou com uma batida de carro em frente à sua casa, Tiger Woods deixou o golfe por tempo indeterminado. Apesar de alguns boatos sobre um possível retorno, ele ainda não confirmou quando retomará a carreira.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host