UOL Esporte Hipismo
 
15/05/2000 - 22h48

Rodrigo Pessoa não sabe que cavalo usará em Sydney

Agência Folha
Em São Paulo

Pela primeira vez desde que venceu a Copa do Mundo de hipismo, Rodrigo Pessoa veio ao Brasil. O cavaleiro conquistou o tricampeonato da competição há três semanas, em Las Vegas (EUA). No último final de semana, Pessoa também faturou o GP de Hachenburg, na Alemanha.

Único cavaleiro brasileiro garantido para a Olimpíada, Rodrigo Pessoa ainda não sabe qual cavalo irá utilizar nos Jogos. Caso seu pai, o ginete Nelson Pessoa, decida competir, Rodrigo irá montar Lianos.

Caso contrário, o tricampeão da Copa do Mundo deve ficar com Baloubet du Rouet, considerado a melhor montaria do mundo.

"Se o meu pai não for competir, será uma pena deixar uma dessas montarias na cocheira. Se fizermos uma lista dos cinco melhores cavalos do mundo, os dois estariam entre eles", declarou ele.

A equipe brasileira será definida somente em agosto, um mês antes dos Jogos, após o GP de Aachen, na Alemanha. Quatro cavaleiros disputam duas ou três vagas (dependendo da decisão de Nelson em competir): Álvaro Affonso de Miranda Neto, Vitor Alves Teixeira, André Johannpeter e Luiz Felipe Azevedo.

A indefinição da equipe não preocupa Rodrigo Pessoa. Na verdade, o cavaleiro confessa que seu maior interesse será mesmo a prova individual. "É um título que falta para o meu currículo", afirmou ele.

Pessoa aproveitou a manhã desta segunda-feira para disputar uma corrida no kartódromo de Interlagos. Mas não mostrou a mesma eficiência na pista. Ficou em terceiro lugar, entre quatro pilotos.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host