UOL Esporte Hipismo
 
11/04/2001 - 21h05

Febre aftosa obriga Rodrigo Pessoa a inovar na preparação

Agência Folha
Em São Paulo

O cavaleiro Rodrigo Pessoa, 28, submeteu o cavalo Baloubet du Rouet a um "circuito de emergência" para prepará-lo para a Copa do Mundo de hipismo, que começa nesta quarta-feira e prossegue até o próximo domingo, em Gotemburgo, na Suíça.

O brasileiro tenta o inédito tetracampeonato. Pessoa foi o primeiro cavaleiro a ganhar por três vezes consecutivas a Copa.

Por causa da onda de febre aftosa, o conjunto foi impedido de disputar duas provas que foram canceladas, o que prejudicou a preparação para a competição.

De cinco etapas preparatórias previstas, o conjunto participou só de três -duas em fevereiro (foi vice duas vezes em Zurique) e uma no início do mês passado (venceu o GP de Milão).

A febre aftosa é causada por sete tipos diferentes de vírus que se propagam com facilidade em vários tipos de criação.

O vírus é transmitido pelo contato entre animais e por água e solo contaminados. Os cavalos, apesar de não sofrerem da doença, podem transmiti-la.

Foi por isso que foram cancelados os concursos internacionais de Grenoble (França) e de Hertogenbosch (Holanda), a última competição importante antes da Copa do Mundo.

Também por causa da febre aftosa, a FEI fez com que a maior parte das montarias chegasse o mais rápido possível ao local da competição, por considerá-lo limpo o suficiente para garantir a saúde dos cavalos, além de ter colocado à disposição dos atletas cocheiras e centro de treinamento próximos ao local da Copa.

"Meus adversários vão levar vantagem. Se parei de competir na primeira semana de março e as últimas provas de vários deles não foram canceladas, então eles vão estar com mais ritmo", afirmou Pessoa. "Para o Baloubet vai faltar mesmo um concursinho para a preparação ser a ideal."

O cavaleiro brasileiro organizou um sistema de treinamento para Baloubet nas últimas semanas simulando a participação do cavalo em competições. "Baloubet não gosta de saltar em casa, mas armamos uns treinos mais duros, simulamos concursos para ele saltar um pouco mais e entrar no ritmo", explica.

Baloubet foi a montaria que Pessoa utilizou no tricampeonato da Copa do Mundo (Helsinque-98, Gotemburgo-99 e Las Vegas-2000) e o cavalo que refugou na prova individual dos Jogos Olímpicos de Sydney.

Pessoa aponta como seus principais adversários na Copa do Mundo o belga Ludo Philippaerts e o alemão Ludger Beerbaum.

Apesar de o espectro da febre aftosa ter atrapalhado a preparação de vários cavaleiros, a qualidade técnica da prova não será prejudicada, na opinião do brasileiro. "Não acho que o nível técnico será prejudicado. Não é por causa da febre aftosa que os juízes vão facilitar", afirma Pessoa.

O ginete brasileiro aponta o formato da pista de Gotemburgo, oval, como um ponto positivo da edição deste ano da Copa. "A pista oval (de Gotemburgo) facilita mais do que a pista quadrada. E o piso de lá também é bom", enumera.

Além de Pessoa, outro brasileiro participa da competição, Manoel Poladian Filho, 21, que faz sua estréia na Copa do Mundo.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host