UOL Esporte Hipismo
 
17/12/2001 - 20h14

Rodrigo Pessoa encerra temporada 2001 com vitória

Da Redação
Em São Paulo

O cavaleiro Rodrigo Pessoa fechou com uma bela vitória a sua participação na temporada 2001 do calendário hípico. Com Gandini Taylor Made, o brasileiro venceu o Grande Prêmio da Espanha, que encerrou o Concurso Internacional de Salto de La Coruña.

O conjunto completou os dois percursos da prova, que teve obstáculos a 1,55 metro de altura, sem faltas, obtendo o tempo de 47s16 no desempate.

O espanhol Fernando Sarasola, com Nikita de Laubry, ficou em segundo lugar (zero ponto em 47s33), seguido do italiano Gianni Govoni, com Las Vegas 116 (quatro pontos em 45s61).

"Podemos considerar que esta foi a primeira grande vitória do Taylor Made. O GP estava muito difícil e um exemplo disso é que só tiveram três percursos sem faltas. Ele esteve perfeito, principalmente no desempate, quando fez o melhor tempo", comentou Rodrigo, que já está em férias.

Ele desistiu de saltar no Concurso de Londres neste fim de semana porque já assegurou vaga na final da Copa do Mundo de Hipismo, marcada para o início de maio, em Leipzig, na Alemanha.

Assim como Rodrigo, todos os animais montados por ele também vão descansar a partir de agora. Taylor Made, um cavalo de 9 anos, só deve voltar aos treinos no fim de janeiro.

"Com os bons resultados obtidos há dez dias, em Genebra, já tenho vaga garantida para a Copa do Mundo e resolvi colocar os cavalos para descansar mais cedo", explica Rodrigo, de 29 anos.

"O ano que vem vai ser muito duro, com a disputa da Copa do Mundo, em maio, e depois com o Campeonato Mundial de Jerez de la Frontera, em setembro, na Espanha", observou.

Terceiro colocado no ranking mundial da Federação Eqüestre Internacional (FEI), Rodrigo Pessoa ficou satisfeito, de uma maneira geral, com a temporada de 2001. Ele participou de 27 concursos, com 16 vitórias, 11 segundos lugares e 17 terceiros.

O melhor resultado foi obtido na conquista do bicampeonato do GP de Spruce Meadows, em Calgary, em setembro, no Canadá, considerado um dos três maiores torneios do mundo. Outro grande resultado foi o vice-campeonato na Copa do Mundo de Gotemburgo, em abril, na Suécia.

"Conseguimos dar prosseguimento à boa campanha dos anos anteriores, especialmente a partir do início de setembro", lembra o cavaleiro, que mora em Ligny, na Bélgica e deve passar alguns dias no Brasil em janeiro.

"O importante é manter o bom trabalho porque não será fácil defender títulos como o do Campeonato Mundial", completou.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host