UOL Esporte Hipismo
 
23/04/2005 - 01h51

Rodrigo Pessoa sobe para o quarto lugar na final da Copa do Mundo

Da Redação
Em São Paulo
O cavaleiro Rodrigo Pessoa subiu posições no segundo dia de disputa da final da Copa do Mundo de hipismo. Depois de terminar o primeiro dia na sétima colocação, o brasileiro passou para o quarto lugar, mas deixou a pista de Las Vegas com a sensação de que poderia ter melhor desempenho.

Pessoa e Baloubet du Rouet foram um dos nove conjuntos que passaram o primeiro percurso sem faltas. No desempate, porém, Baloubet derrubou o último obstáculo e deixou o brasileiro na sétima posição ao fim do dia. Se não tivesse cometido a falta, Pessoa terminaria em terceiro.

"Está tudo embolado, como normalmente acontece na Copa do Mundo, preciso fazer a minha parte no Domingo, ou seja, fazer zero e colocar pressão nos adversários", afirmou o cavaleiro brasileiro.

A vencedora do dia foi a alemã Meredith Beerbaum, montando Shutterfly. Líder do ranking mundial, ela zerou os dois percursos e fez o melhor tempo da segunda tentativa, com 32s56. Com isso, ela parte como favorita para o título no domingo, já que dependerá apenas de sua montaria para ser campeã.

Na somatória de pontos dos dois dias de disputa, Meredith terminou com 78 pontos (42 pela vitória de hoje e 36 pelo sexto lugar de quinta-feira. Pessoa terminou na quarta colocação, com 70 (sétimo nos dois dias). À frente do brasileiro ainda ficaram os alemães Lars Nieberg e Alois Schweckhorst, ambos com 71.

De acordo com o critério de pontuação da Copa do Mundo, a líder Meredith vai para o Grande Prêmio de domingo com zero falta. Nieberg e Schweckhorst têm 3 pontos perdidos, enquanto Pessoa soma 4 pontos -a queda de um obstáculo equivale a quatro pontos perdidos.

Isso significa que Pessoa terá de torcer por uma falta dos três concorrentes que estão à sua frente e, ainda assim, zerar em seu percurso para levar a decisão com Meredith para o desempate.

E foi em um desempate que Pessoa conquistou, no ano passado, a medalha de ouro nas Olimpíadas de Atenas. Na pista, ele ficou com a prata, mas, depois, o COI (Comitê Olímpico Internacional) puniu um conjunto irlandês com a perda do título porque o exame antidoping no cavalo teve resultado positivo.

Segundo dia
Rodrigo Pessoa contou com a sorte nesta sexta-feira para subir posições. Dos seis conjuntos que estavam à sua frente, apenas um concluiu o primeiro percurso sem cometer faltas (Meredith Beerbaum/Shutterfly) e se classificou para o desempate.

Com isso, teve oportunidade de ultrapassar alguns dos favoritos ao título, como o alemão Markus Beerbaum. Na pista de desempate, porém, o brasileiro não foi feliz, apesar de fazer um trajeto cauteloso e sem impor grande velocidade -no primeiro percurso, havia sido o mais rápido.

Dos nove que participaram do novo percurso, ele foi um dos quatro que cometeram falta e terminou com o tempo de 33s12, que poderia lhe dar o terceiro posto no geral. Atrás do brasileiro ficaram os britânicos Michael Whitaker, com 33s23, e Nick Skelton, com 33s34.

Meredith foi a mais rápida do dia, deixando o segundo posto para seu compatriota Alois Schweckhorst, com 32s62. A terceira posição ficou com o suíço Steve Guerdat, com 33s16, seguido pelos alemães Ludger Beerbaum, com 33s77 e Lars Nieberg, com 34s09. O sexto colocado, já com uma falta, foi o francês Hubert Bourdy, com 32s55.

Rodrigo Pessoa tenta em Las Vegas seu quarto título da Copa do Mundo. Ele que também conquistou o Mundial de 1998, foi campeão em Helsinque, em 1998, Roma, em 1999, e em Las Vegas, em 2000. Com a confirmação do ouro olímpico pelo COI, ele só aguarda a chegada da medalha para completar seu currículo vitorioso.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host