UOL Esporte Hipismo
 
18/04/2007 - 23h26

Pessoa inicia luta pelo tetra da Copa do Mundo nesta quinta

Da Redação
Em São Paulo
O cavaleiro Rodrigo Pessoa, que prefere não falar sobre as seletivas do Pan-Americano, inicia a luta pelo tetracampeonato inédito da Copa do Mundo de Saltos nesta quinta em Lãs Vegas (EUA). Nunca nenhum cavaleiro venceu a competição quatro vezes.

Pessoa se diz contra o processo seletivo para o Pan e ameaça não vir ao Brasil para a disputa. Ele, junto com Bernardo Alves, está garantido nos Jogos pela Confederação Brasileira de Hipismo. Porém, discorda das seletivas serem no Brasil e não com base nas disputas internacionais, como antes era feito.

O presidente da confederação, Maurício Manfredi, decidiu colocar um índice técnico para nivelar as seletivas com as competições internacionais. Quanto à nova medida, Pessoa diz que vai esperar a primeira seletiva, no dia 18 de maio, para se pronunciar.
PAN
Ao todo 43 conjuntos estarão brigando pelo título de 2007. Disputada em pista coberta, a final da Copa do Mundo reúne conjuntos que se classificaram nas ligas da Europa, América do Sul, América do Norte e Asia.

Rodrigo Pessoa usará pela segunda vez na sua carreira dois animais na final. Oasis será o cavalo usado na prova de caça, que abre a competição nesta quinta. A prova de caça é contra o cronômetro e cada falta é convertida em cinco segundos ao tempo final.No segundo e terceiro dia Pessoa montará o tordilho Coeur.

Mesmo montando dois cavalos, Pessoa se diz confiante na final. "Os cavalos estão bem e a prova desta quinta é muito importante para largar em boa posição", disse o único cavaleiro da história a ter conquistado a Copa do Mundo três vezes seguidas. Montando Baloubet du Rouet, Rodrigo sagrou-se campeão em 1998, 1999 e 2000. Em 2001 e 2003 ficou com o Vice Campeonato e em 2002 ficou em 3º lugar.

"O Oasis é um cavalo mais rápido e acredito que tem mais chances no primeiro dia de competição em Las Vegas. Já o Coeur é mais potente e por ser um cavalo bastante grande pode ter melhor chance no segundo e terceiro dia", comenta o atual campeão olímpico, Rodrigo Pessoa.

O cavaleiro fala sobra a dificuldade de uma final de Copa do Mundo. "É uma competição muito difícil e qualquer deslize pode tirar a chance de chegar ao último dia em condições de vencer. Os melhores cavaleiros estarão em Las Vegas, mas se tiver a chance seria muito bom conquistar o 4º título e ser o único tetracampeão", conclui Pessoa.


Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host