UOL Esporte Hipismo
 
21/04/2007 - 16h51

Rodrigo Pessoa é eliminado na final da Copa do Mundo de saltos

Da Redação
Em São Paulo
A campanha do brasileiro Rodrigo Pessoa na final da Copa do Mundo de saltos, em Las Vegas (EUA), terminou na segunda rodada. Depois de um resultado ruim na estréia, ele mudou de montaria e melhorou sua classificação, mas não o suficiente para ficar entre os 27 que estarão na decisão, neste domingo.

AFP
Com Baloubet du Rouet (foto), o brasileiro foi tricampeão da Copa do Mundo de saltos
Como já havia planejado antes do campeonato, o ginete montou Coeur na segunda prova classificatória. Treinando há apenas algumas semanas com o cavalo, ele conseguiu um 22º lugar, com oito pontos perdidos.

Mas, como havia terminado na 37ª colocação na prova de caça, que abriu a disputa da final, precisava de um resultado muito melhor nesta sexta para se recuperar e conseguir avançar na disputa. Não deu. No resultado combinado dos dois primeiros dias, o brasileiro aparece na 31ª primeira posição.

A meta de Rodrigo Pessoa era ficar entre os dez primeiros do evento, que está entre os mais importantes do hipismo mundial, atrás das Olimpíadas e do Mundial Eqüestre, realizados a cada quatro anos.

A final da Copa do Mundo de saltos é anual, e o brasileiro conquistou o tricampeonato, com Baloubet du Rouet, em 1998, 1999 e 2000. O conjunto foi ainda segundo colocado em 2001 e 2003, e ficou em terceiro lugar em 2002.

Baloubet é o mesmo cavalo com o qual Rodrigo foi campeão olímpico em Atenas. Com 18 anos de idade, o garanhão sela francês se recupera de uma lesão e deve voltar a competir. Mas só até o final deste ano, quando deve se aposentar oficialmente.

Agora, Rodrigo prepara outras montarias para os principais torneios internacionais. Além de Coeur, ele montou Oasis na prova de caça do primeiro dia.

O outro brasileiro na Copa, Denis Gouvea, participou apenas da primeira prova, ficando atrás de Pessoa. Estreante na competição, Gouvea montou o cavalo Nantes.

Na frente
Juntos na liderança estão a alemã Meredith Michaels-Beerbaum, líder do ranking mundial e vencedora da Copa em 2005, e o suíço Steve Guerdat, que ocupa somente o 57º lugar na lista da Federação Internacional de hipismo.

Montando Tresor, ele ficou em quarto nas duas provas disputadas até agora. Meredith está competindo com a mesma montaria de 2005, Shutterfly. O conjunto ficou em oitavo lugar no primeiro dia e venceu a segunda disputa, zerando o percurso com obstáculos a 1,60m tanto em na primeira passagem como no desempate.

"Vim para cá com a intenção de mostrar que meu relacionamento com Shutterfly melhorou nos últimos dois anos e, se eu vencer ou não, terei orgulho disso", diz a alemã.

Para o campeão do ano passado, Marcus Ehning, também da Alemanha, as chances de conquistar o bicampeonato não são muito boas, já que ele ocupa a oitava posição no geral.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host