UOL Esporte Hipismo
 
04/08/2007 - 09h00

Prêmio deste sábado do Athina Onassis torna disputa mais acirrada

Mariana Lajolo
Da Folhapress
Em São Paulo
Após "esconderem o jogo" por dois dias, os principais cavaleiros do mundo mostram seus segredos a partir das 12h45, na principal disputa do Concurso de Saltos Athina Onassis.

Nas provas mais baixas, com obstáculos de 1,40 m e 1,50 m, vários atletas só testaram a pista ou saltaram sem suas principais montarias na Sociedade Hípica Paulista.

Neste sábado, os cavaleiros terão de saltar 1,60 m para abocanhar um prêmio de cerca de R$ 800 mil. "Os competidores mais experientes estavam se acostumando à pista. Amanhã [sábado] a disputa será de altíssimo nível. É impossível apostar em um nome", afirmou Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda, cavaleiro e organizador do evento.

Ele contou com a ajuda de uma disputa mais tranqüila nesta sexta-feira e venceu a prova com obstáculos de 1,40 m, sem faltas, com o tempo de 53s94, em um pódio nacional. Cássio Rivetti ficou em segundo, seguido de Felipe Guinato.

José Roberto Fernandez ganhou a prova de 1,50 m, seguido pelo ucraniano Gregory Wathelet e por Markus Fuchs, suíço líder do ranking mundial.

Até agora, Doda obteve os melhores resultados entre os brasileiros. Em quatro disputas, obteve um primeiro, um segundo e um terceiro lugares.

As provas dão pontos no ranking mundial. O vencedor da principal leva 130 pontos. "O Rodrigo [Pessoa] me ajudou a fazer as contas e acho que, com os resultados até agora, devo ter subido para o grupo dos 80, 90 melhores. Como não fui ao Pan, passei os últimos meses me dedicando ao concurso", disse Doda, 156º do mundo. O melhor do país é Pessoa, 20º do ranking.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host