De Fangio a Vettel, confira as mudanças nos macacões dos pilotos de Fórmula 1

Do UOL

Resistente e leve, o capacete pesa cerca de 1.250 gramas. Ele é feito em camadas de fibra de carbono, polietileno e fibra de aramida.
Esse colarinho de fibra de carbono é
fixado ao corpoe se liga ao capacete por duas alças. Tem a função de evitar o estiramento das vértebras e impedir a cabeça do condutor de bater no volante em caso de acidente.
São finas e feitas de tecido resistente
ao fogo com partes de couro somente
nas palmas das mãos e nos dedos
para não tirar a sensibilidade do
contato com o volante.
É feito de tecidos derivados da fibra
aramida Nomex, um material resistente
ao fogo. Segundo as normas, deve
aguentar pelo menos 12 segundos de
incêndio sem afetar o piloto.
São de couro macio, forrados com tecido
resistente ao fogo. As solas de borracha
são mais finas do que os tênis
convencionais para um contato firme e
certeiro com os pedais.
É feito com pelo menos duas camadas
de tecido antichamas. Tem abertura
apenas para os olhos e para a boca,
por onde entra um tubo ligado a
uma garrafa com bebida.
Por baixo do macacão, o piloto deve usar uma roupa resistente ao fogo, composta por camisa de manga longa e calça.
No início da F1, os pilotos usavam
camisa de algodão e calça de lona,
capacete de ferro aberto e óculos de
vidro para proteger os olhos. Nos
pés, um sapato comum, feito de
couro ou camurça.
1953
O uso de capacetes se torna
obrigatório na Fórmula 1.
1958
Durante toda a década de 1950, a Fórmula 1 amargou 15 mortes de pilotos, e a temporada mais triste foi a de 1958, com quatro vítimas fatais. Duas delas foram atingidas por incêndios. O inglês Stuart Lewis-Evans e o norte-americano Pat O'Connor morreram dessa forma. Em parte, devido à combinação inflamável dos antigos uniformes: algodão, lona e couro, além dos acessórios metálicos que agravavam as queimaduras.
Juan Manuel Fangio

Temporadas na F1

1950-1951, 1953-1958

Títulos mundiais

5 (1951, 1954, 1955, 1956 e 1957)

Escuderias

Alfa Romeo, Maserati, Mercedes e Ferrari

A invenção da fibra de aramida Nomex
pela empresa DuPont mudou a história
da Fórmula 1. Leve e flexível, é
altamente resistente ao fogo.
Atualmente, toda a vestimenta dos
pilotos da Fórmula é feita desta fibra.
1963
O uso do macacão e do capacete com
visor se torna obrigatório.
1966
O britânico Jackie Stewart passou a fazer campanha por mais segurança na
Fórmula 1 após ter sofrido um grave acidente em Spa-Francorchamps.
O piloto, preso nas ferragens, pôde apenas observar, e sentir, o combustível de seu carro ensopando seu macacão. Depois do susto, Stewart defendeu exaustivamente a utilização do macacão antichamas, equipamento imprescindível para os dias de hoje.
1968
A FIA passa a recomendar o uso de uma
roupa extra à prova de fogo por baixo do macacão. Ainda nesse ano, o frio das montanhas Eifel no GP da Alemanha de Fórmula 1 motivou Dan Gurney a se tornar o primeiro piloto a competir com um capacete totalmente fechado na história da categoria.
Graham Hill

Temporadas na F1

1958-1975

Títulos mundiais

2 (1962 e 1968)

Escuderias

BRM, Lotus, Brabham, Lola e Shadow

Antes das propriedades cancerígenas
do amianto serem conhecidas, a fibra, resistente ao fogo, foi bastante utilizada na fabricação de macacões da Fórmula 1 nos anos 70. Suas qualidades
negativas só foram descobertas
em meados da década.
1975
FIA define padrões de qualidade para as roupas resistentes ao fogo usadas pelos pilotos.
1976
O acidente sofrido por Niki Lauda incentiva o uso da balaclava. Preso nas ferragens, o austríaco tirou seu capacete para respirar, mas o carro pegou fogo e causou cicatrizes permanentes em seu rosto. Depois disso, as balaclavas passaram a fazer parte do uniforme dos pilotos.
1978
FIA estabelece padrões de qualidade para os capacetes usados pelos pilotos.
1979
Niki Lauda, Carlos Reutemann e Mario Andretti passam a competir com um pesado e quente macacão antichamas de cinco camadas, igual ao utilizado pela NASA.
Emmerson Fittipaldi

Temporadas na F1

1970-1980

Títulos mundiais

2 (1972 e 1974)

Escuderias

Lotus, McLaren e Copersucar

Empresas investem em pesquisa
para tornar os macacões mais leves
e confortáveis, sem comprometer a segurança. Pilotos passam a utilizar macacões de três camadas em vez
de cinco.
1985
Pilotos aderem ao uso de mangas flutuantes (com um elástico separando
as mangas do restante da roupa) para
ter maior mobilidade nos braços.
1986
FIA determina o tempo mínimo de
12 segundos para que o macacão resista a um incêndio sem transferir calor para o corpo do piloto.
Nelson Piquet

Temporadas na F1

1978-1991

Títulos mundiais

3 (1981, 1983 e 1987)

Escuderias

Ensign, McLaren, Brabham, Williams, Lotus e Benetton

O ano de 1994 ficou marcado como um dos mais tristes da Fórmula 1. Nesse ano, morreram o piloto austríaco Roland Ratzenberger e o ídolo brasileiro Ayrton Senna. Com as tragédias, passou-se a investir ainda mais em segurança.
1998
Torna-se obrigatório a presença de talas (platinas) nos ombros do macacão para puxar o piloto em caso de acidente.
1999
Recomendado o uso de luvas vistosas para os pilotos sinalizarem com mais facilidade eventuais problemas.
Ayrton Senna

Temporadas na F1

1984-1994

Títulos mundiais

3 (1988, 1990 e 1991)

Escuderias

Toleman, Lotus, McLaren e Williams

Toda a roupa do piloto da Fórmula 1 (tecido, zíper, linha, costuras, bordados, elástico, meias, sapatos, luvas e roupas de baixo) deve ser de feito de tecido antichamas.
2002
A FIA passa a exigir que toda
a vestimenta do piloto seja
resistente ao fogo.
2003
O sistema HANS (explicado ao lado), introduzido primeiramente em 2001, se torna obrigatório para todos os pilotos.
Michael Schumacher

Temporadas na F1

1991-2006, 2010-2012

Títulos mundiais

7 (1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004)

Escuderias

Jordan, Benetton, Ferrari, Mercedes

Além de resistentes ao fogo, os macacões de Fórmula 1 hoje são leves e feitos de tecidos que permitem que a pele do piloto respire durante a corrida.
Sebastian Vettel

Temporadas na F1

2007 - atual

Títulos mundiais

3 (2010, 2011, 2012)

Escuderias

BMW Sauber, Toro Rosso e Red Bull

Investimentos constantes na roupa dos pilotos ao longo dos anos contribuíram para tornar a competição mais segura
CLIQUE ABAIXO E NAVEGUE PELAS DÉCADAS
CAPACETE
 
ENTRADAS DE AR
Pequenas entradas de ar no capacete permitem a ventilação na cabeça do piloto. Filtros próximos ao visor evitam que detritos da pista entrem no capacete.
VISOR
É feito de policarbonato, material resistente ao fogo que garante proteção contra impacto e excelente visibilidade. Produtos químicos evitam que o visor fique embaçado. Para que ele nunca fique sujo, são coladas tiras transparentes destacáveis que podem ser removidas caso o vidro fique sujo.
ESCUDO
1 - PRIMEIRA CAMADA
Resina reforçada sobre fibra de carbono.
2 - CAMADA INTERMEDIÁRIA
Fibra de aramida Kevlar, a mesma utilizada em coletes à prova de bala.
3 - CAMADA FINAL
Polietileno, tecido macio e deformável,
coberto por material resistente ao fogo.

UOL Cursos Online

Todos os cursos