Esporte

Mayra Aguiar vai para a semifinal do Mundial contra sua maior rival

Do UOL, em São Paulo

29/08/2014 06h00

A brasileira Mayra Aguiar está na semifinal do Mundial de judô da Rússia. E a rival por uma vaga na decisão da categoria meio-pesado (78kg) não poderia ser melhor: a norte-americana Kayla Harrison, atual campeã olímpica e sua maior rival.

Na madrugada de quinta para sexta-feira (29), a gaúcha passou com tranquilidade por sua chave, vencendo dois dos três combates que fez por ippon. Na estreia, ela despachou a italiana Assunta Galeone com dois wazaris (que equivalem a um ippon). Na sequência, bateu a espanhola Laia Talarn por um wazari e um yuko.

Nas quartas de final, ela acabou beneficiada pela lesão da rival. A russa Alena Kachorovskaya venceu, nas oitavas, a mongol Munkhtuya Battulga, mas, a quatro segundo do final, sofreu uma lesão no braço esquerdo. Conseguiu terminar o combate, mas saiu segurando o braço.

Ela entrou no combate com a brasileira claramente sem condições de luta, sem conseguir usar o braço esquerdo. Percebendo isso, a brasileira, forçou a pegada na lado contundido e conseguiu o ippon com 1min31s.

Chegar à final será bem mais difícil. Kayla Harrison é a atleta mais dominante da categoria nos últimos anos. Desde 2009, ela acumula 17 medalhas de ouro no circuito mundial. Supera até mesmo o francês Teddy Riner, o maior judoca em atividade no planeta.

Além disso, é a atual campeã olímpica e foi campeã mundial em 2010, no Japão. Nas duas conquistas, derrotou Mayra na competição. Em Londres-2012, a vitória foi nas semifinais. Em Tóquio-2010, bateu a brasileira na decisão.

Neste ano, as duas deveriam ter se enfrentado na final do Grand Slam de Tyumen, também na Rússia. As duas estavam classificadas para a final, mas a norte-americana desistiu da decisão, alegando lesão no pescoço. A brasileira não gostou e disse, na preparação para o Mundial, que a rival evitou o confronto propositalmente.

Tiago Camilo decepciona na Rússia

Se Mayra lutou muito bem até agora, Tiago Camilo, campeão mundial de 2007, igualou seu pior desempenho em campeonatos mundiais. Ele perdeu logo na estreia da categoria médio (90kg), para o sérvio Dimitri Gerasimenko. Durante o combate, o brasileiro foi dominado pelo rival e não conseguiu responder um yuko que levou a 1min30s de luta.

Tiago vinha de uma temporada difícil desde o ano passado. Ele foi cortado antes do Mundial do Rio de Janeiro, por lesão, operou o ombro e passou toda a temporada em recuperação. Em 2014, porém, ele parecia recuperado. Venceu o Campeonato Pan-Americano do Equador e foi vice-campeão do Grand Prix de Havana, perdendo apenas para o geórgio Varlan Liparteliani, líder do ranking mundial.

No Mundial de 2009, na Holanda, Tiago Camilo já tinha perdido em sua estreia. Naquela ocasião, porém, seu algoz foi o coreano Kyu Won Lee, que terminaria com a medalha de ouro da competição. Na Rússia, Gerasimenko foi perdeu nas quartas de final.

A outra brasileira a lutar no dia, Bárbara Timo, também foi eliminada de maneira decepcionante. Ela venceu em sua estreia Hye Jin Jeong, da Coreia, e vencia a luta contra a atual campeã mundial Yuri Alvear, da Colômbia, por um yuko. No último minuto, porém, com três punições, não conseguiu se desvencilhar da pegada da rival e levou um wazari, que definiu a vitória.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo