Topo

Esporte

Boxeador se defende de críticas e se emociona ao falar de morte de colega

Do UOL, em São Paulo

20/06/2017 10h35

Responsável pelo nocaute que causou a morte de Tim Hague, o boxeador Adam Braidwood se defendeu, emocionado, das críticas. Para o atleta, ninguém é culpado pelo que aconteceu com seu adversário.

“Eu quero manter apenas o foco em Tim e em sua família, especialmente o filho. Eles são as verdadeiras vítimas aqui. Desejo a eles o melhor”, disse Braidwood.
 

Hague participava de uma luta de boxe contra Adam Braidwood. O canadense foi derrubado pelo menos quatro vezes durante os dois rounds do combate; o juiz abriu contagem em todas as vezes e deixou o duelo seguir. O combate só chegou ao fim quando Hague caiu estirado no ringue e sem condições de se levantar.

“Eu sabia no ringue. Eu vi a maneira como ele caiu. Mas ele queria continuar lutando. As pessoas não sabem o que estão falando. Tim queria continuar lutando, é o que fazemos. Ele teria feito o mesmo comigo. Não é culpa de ninguém”, falou o boxeador.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte