UOL Esporte Lutas
 
28/12/2008 - 08h51

Minotauro e Wanderlei Silva são arrasados no UFC 92, em Las Vegas

Do UOL Esporte
Em São Paulo (SP)
Os brasileiros Rodrigo "Minotauro" e Wanderlei Silva chegaram a Las Vegas, para o UFC 92, tentando provar que, mesmo aos 32 anos, ainda estavam no topo do MMA (em inglês Mixed Martial Arts) e que poderiam vencer os grandes do vale-tudo mundial. Mas a tentativa foi em vão. Ambos foram derrotados na madrugada deste domingo.

NOITE RUIM PARA OS BRASILEIROS
Eric Jamison/AP
Após ser derrubado logo no primeiro round, Wanderlei Silva tem atendimento médico
Eric Jamison/AP
Minotauro sofreu com seu rival, Frank Mir, levando o primeiro nocaute da sua carreira
Eric Jamison/AP
No principal duelo, Evans tomou o título de Griffins, após uma reviravolta no combate
FOTOS: CANTORA PINKY NA PLATÉIA
VOTE: O QUE ACHOU DAS DERROTAS?
SAIBA MAIS SOBRE A COMPETIÇÃO
LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE LUTAS
Minotauro, da Bahia, foi à luta como campeão interino dos pesos pesados. Pela frente, teve o ex-campeão norte-americano Frank Mir e não conseguiu mostrar a mesma força de outras ocasiões, como a própria torcida dos Estados Unidos conhece.

Irreconhecível no primeiro round, Minotauro teve dificuldades na troca de socos. Só no início, foi levado à lona duas vezes. O mesmo se repetiu no segundo assalto da luta. Em pé mais uma vez, ele voltou a sofrer golpes de Mir e, no chão, foi castigado pelo adversário até o encerramento do combate pelo árbitro.

Foi a primeira vez que o baiano sofreu um nocaute técnico em sua carreira. Todos os seus outros revezes terminaram na decisão por pontos.

Com o resultado, Mir ganha a chance de disputar o título unificado contra o "gigante" Brock Lesnar, que superou o experiente Randy Couture no UFC 91 por nocaute. Ele comemorou: "Lutar com o melhor peso pesado do MMA e ganhar assim... Eu provei que tudo é possível, é só acreditar. Nunca senti tanto medo em minha vida como ao entrar no ringue para lutar com ele, mas tudo deu certo", admitiu. Ele ainda provocou Lesnar, que estava no local: "quero meu cinturão!".

Na segunda luta da noite, Wanderlei Silva, experiente lutador de muay thai e considerado um dos melhores disputando em pé, tomou a iniciativa, mas em um contragolpe foi ao chão contra mais um lutador da casa, americano Quinton Jackson. Ex-campeão dos meio-pesados do UFC, ele perdera os dois combates anteriores, mas diminuiu a desvantagem no retrospecto.

A queda de Wanderlei ocorreu no fim do primeiro round. Depois de um início mais estudado entre os lutadores, o brasileiro partiu para o ataque. Com melhor desempenho, o momento decisivo foi quando errou um soco e deixou a chance do contragolpe. Com uma esquerda Jackson derrubou-o.

"É uma vingança muito doce ganhar dele depois de ter perdido aquelas lutas. O soco entrou graças ao meu novo técnico lá na Inglaterra, meu local de treino. Quero mais e mais", disse, gritando.

Para Wanderlei, o revés significa uma possível volta a um período de baixa que sofreu no passado. Ele chegou a perder três lutar seguidas, para Mirko Cro Cop, Dan Henderson e Chuck Lidell, entre 2006 e 2007. No entanto, conseguiu se recuperar e terá de demonstrar superação mais uma vez.

Campeão derrotado
Na luta mais aguardada da noite, Forrest Griffin, campeão dos meio-pesados, também sofreu. Depois de dominar grande parte do combate contra Rashad Evans, nos dois primeiros assaltos, ele viu a luta sofrer uma reviravolta.

No terceiro round, o lutador norte-americano sofreu bom golpe de Evans e foi derrubado. Assim, o desafiante aproveitou para acertar diversas vezes o rival no solo, até que o triunfo foi decretado pelo árbitro, tirando o cinturão de Griffin. Foi a terceira derrota de Greffin desde que entrou no UFC.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host