UOL Esporte Lutas
 
Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Anderson Silva encara Vitor Belfort na entrevista coletiva do UFC 126, em Las Vegas

04/02/2011 - 12h01

Anderson e Belfort protagonizam 'luta do século' para aproximar UFC do Super Bowl

Jorge Correa e Rodrigo Farah
Em Las Vegas (EUA)

Uma série de títulos, vitórias históricas e prestígio digno dos maiores nomes do MMA. É isso o que Anderson Silva e Vitor Belfort levarão para o octógono quando se enfrentarem neste sábado em Las Vegas. Após um ano de espera, os brasileiros decidirão o título dos médios no UFC 126 em um duelo apelidado de ‘luta do século’. Mais do que isso, eles terão a missão aproximar o evento do Super Bowl, principal acontecimento esportivo dos Estados Unidos.

BELFORT X ANDERSON: LUTA DO SÉCULO

  • AP

    Anderson sofreu em sua última luta, mas venceu Sonnen por finalização, após apanhar bastante. Abaixo, Vitor Belfort, desafiante, em ação no UFC

  • UFC

    CARD PRINCIPAL DO UFC 126

    Anderson Silva (BRA) x Vitor Belfort (BRA)
    válido pelo título dos médios de Anderson

    Forrest Griffin (EUA) x Rich Franklin (EUA)
    Categoria meio-pesado

    J. Ellenberger (EUA) Carlos 'Tá Danado' (BRA)
    Categoria meio-médio

    Jon Jones (EUA) x Ryan Bader (EUA)
    Categoria meio-pesado

    Miguel Torres (EUA) x Antonio Banuelos (EUA)
    Categoria galo

A luta pelo cinturão será na véspera da final da NFL. A decisão do futebol americano é o maior espetáculo do país, tanto financeiramente como em números de audiência. A intenção do UFC é justamente aproveitar o tamanho do Super Bowl para alavancar o crescimento da franquia de MMA. Para isso, a entidade aposta em um combate aguardado há anos, protagonizado por dois dos atletas de maior status no vale-tudo.

“Este será um grande fim de semana para o nosso esporte. Juntamos um card com lutas do mais alto nível com o Super Bowl. É algo que ficará marcado para sempre. “Os torcedores poderão assistir às lutas no sábado e depois ver o futebol [americano]. O que mais um fã do esporte pode querer?”, comentou o presidente do UFC, Dana White, ao ser questionado pelo UOL Esporte.

De um lado, Anderson Silva tentará comprovar novamente porque é considerado o melhor lutador do planeta. Recordista de vitórias e defesas de cinturão do UFC, o campeão entrará no octógono em busca de seu 14º triunfo consecutivo – sendo 13 dentro da entidade.

O “Spider” ainda chegará embalado por uma das maiores reviravoltas da história do MMA. Em agosto do ano passado, Anderson Silva levou uma surra do norte-americano Chael Sonnen durante quase todo o combate. Porém, conseguiu uma finalização no fim do último round e manteve o título. Para completar, o rival do brasileiro ainda foi pego no exame antidoping depois da luta e levou uma suspensão de seis meses.

“Luta do século? Acho que a luta do século seria entre eu e meu clone”, afirmou Silva de maneira “marrenta” ao ser indagado sobre a importância do confronto.

Mas apesar do histórico e de toda a badalação em torno do Aranha, Vitor Belfort chega para a disputa como um dos maiores desafios da carreira de Silva. Conhecido pela explosão e velocidades dos golpes, o carioca promete ir para o ataque na busca de seu terceiro cinturão do UFC – ele já foi campeão dos pesados e meio-pesados e pode ser o primeiro a conquistar três títulos em três categorias diferentes.

“Nunca me senti tão preparado e pronto para alguma coisa em toda a minha carreira. O cinturão é uma conquista, resultado de um trabalho a longo prazo. Ele não é conquistado da noite para o dia e estou pronto para ele”, afirmou Belfort, que vem embalado de cinco vitórias seguidas.

Se depender da expectativa em torno do duelo, o UFC 126 tem tudo para usar o embalo do Super Bowl com sucesso. Os mais de dez mil ingressos colocados à venda foram esgotados há quase duas semanas, e o ginásio do cassino e hotel Mandalay Bay terá casa cheia.

Também há a expectativa que a edição deste fim de semana quebre o recorde de pay-per-view entre todos os eventos de MMA. Atualmente, o UFC 100 segue como o primeiro da lista com um total de 1,72 milhões de espectadores.

“Só vamos saber os números do pay-per-view após o evento, mas a expectativa é muito boa. A prova disso é que nunca vi tanta gente de vocês [da imprensa] por aqui”, ressaltou Dana White. “A luta entre Anderson e Vitor promete entrar para a história”, completou.

Na verdade, a disputa entre os brasileiros estava programada para acontecer desde o fim de 2009. Entretanto, o carioca sofreu uma lesão no ombro e ficou afastado. Neste período, Anderson Silva defendeu seu cinturão com sucesso duas vezes. “Só vou saber como está meu ritmo na hora da luta. Não tem como saber antes”, admitiu o desafiante.

Além de Silva e Belfort, o brasileiro Carlos Eduardo “Tá Danado” fará sua estreia no card principal. Ele enfrentará o prata da casa Jake Ellenberger para manter a invencibilidade na carreira após nove vitórias.

Outras duas importantes lutas entre norte-americanos do meio-pesado estão programadas para o UFC 126. Os ex-campeões Rich Franklin e Forrest Griffin se enfrentarão para comprovar qual dos dois está realmente recuperado e entre os melhores da franquia. Já a sensação Jon Jones lutará contra Ryan Bader em um combate que pode definir o próximo desafiante ao cinturão da categoria.

O UFC 126 terá transmissão ao vivo pelo canal em pay-per-view Combate a partir da 1h (de Brasília) na madrugada de sábado, 6 de fevereiro, para domingo.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host