Topo

MMA

Ex-lutador de MMA confessa crime e é condenado por estupro nos EUA

Reprodução
Rodolfo Ramirez, ex-lutador de MMA Imagem: Reprodução

Ag. Fight

Ag. Fight

13/07/2018 13h05

O ex-lutador de MMA Rodolfo Ramirez foi condenado essa semana a sete anos de prisão em regime fechado pelo crime de estupro e, após isso, poderá ficar em liberdade condicional de forma vitalícia - sem poder cometer qualquer outro deslize. Conforme informou o site AZFamily.com, o americano confessou o crime, ocorrido na cidade de Scottsdale, no estado do Arizona (EUA), em setembro de 2016.

De acordo com a polícia local, Ramirez se aproximou de uma mulher de 22 anos, estudante da Universidade Estadual do Arizona, que apresentava sinais de embriaguez e estava sentada na porta de um bar. Ela estaria esperando a amiga para levá-la para casa quando o criminoso a abordou - imagens de câmeras de segurança o flagraram em direção à garagem onde ocorreu o abuso sexual com a vítima aparentemente desmaiada em seus ombros.

Após o crime, o ex-atleta levou a mulher para a sua casa. A vítima contou aos investigadores que acordou no apartamento de Ramirez nua da cintura para baixo, sem o celular e os sapatos e que começou a chorar quando viu o seu abusador. Com medo, aceitou uma carona de volta para o dormitório de sua amiga e, ao chegar no local, ligou imediatamente para a polícia de Scottsdale e relatou o incidente.

'Rudy' se profissionalizou no MMA em 2013, e teve um breve cartel de duas vitórias e uma derrota. Seu último combate foi em 2016, na organização Iron Boy Promotions. O americano também competiu como amador entre 2009 e 2012.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!