Topo

MMA

'Marreta' vence guerra no octógono e decreta mudança de categoria no UFC

Vaughn Ridley/Getty Images
Thiago Marreta acerta soco em Jimi Manuwa no UFC 231 Imagem: Vaughn Ridley/Getty Images

Ag. Fight

09/12/2018 08h53

Thiago 'Marreta' abriu o card principal do UFC 231 para fazer o aguardado duelo contra Jimi Manuwa, luta que deveria ter sido realizada em setembro, mas que acabou adiada após uma contusão do atleta inglês. No entanto, a espera valeu a pena e os dois gigantes protagonizaram um embate repleto de emoção e agressividade neste sábado (8), em Toronto (CAN).

Leia também:

Nos primeiros cinco minutos de pura intensidade, o brasileiro partiu para cima e balançou o rival em três oportunidades com cruzados e diretos. Por sua vez, Manuwa clinchou algumas vezes e, junto à grade, quase derrubou Marreta com cotoveladas.

A partir daí, a luta virou uma briga e os instantes finais do assalto se desenrolaram com ataques simultâneos e golpes rodados que levantaram o público a medida que um dos atletas ficava perto de ser nocauteado. Fato que não demorou a acontecer, uma vez que o brasileiro mostrou agilidade e velocidade para encurralar o rival na etapa seguinte.

Assim que o gongo soou, Marreta, que fazia sua segunda apresentação na categoria dos meio-pesados (93 kg), dominou o centro do cage e adotou a postura de agressor, colocando pouco a pouco o inglês contra as grades. E foi dali que um gancho de esquerda decretou o nocaute do então número sete do ranking oficial.

"Cheguei nos meio-pesados, e cheguei para ficar. Vou ser campeão do UFC", decretou o atleta vencedor.

Vacilo total

Alex 'Cowboy' surpreendia diante de Gunnar Nelson. No primeiro assalto, o brasileiro foi melhor em pé, como previsto, e não se afobou quando a luta foi para o chão, quando se defendeu dos ataques do rival e golpeou no ground and pound, chegando perto de nocautear o parceiro de treinos de Conor McGregor.

No entanto, o brasileiro se empolgou e passou a buscar a luta agarrada na segunda etapa. Erro feio! Após se livrar de um clinche, o islandês derrubou, passou a guarda e montou, de onde passou a atacar. De lá, uma cotovelada certeira abriu um enorme corte na testa de Cowboy, que cedeu as costas para ser finalizado com um justo mata-leão, enquanto seu rosto estava coberto de sangue.

Acompanhe os resultados do UFC 231:

Max Holloway venceu Brian Ortega por nocaute técnico no 4º round;
Valentina Shevchenko venceu Joanna Jedrzejczyk por decisão unânime;
Gunnar Nelson finalizou Alex 'Cowboy' no 2º round;
Hakeem Dawodu venceu Kyle Bochniak por decisão dividida;
Thiago 'Marreta' nocauteou Jimi Manuwa no 2º round;
Nina Ansaroff venceu Cláudia Gadelha por decisão unânime;
Gilbert 'Durinho' venceu Olivier Aubin-Mercier por decisão unânime;
Jessica Eye venceu Katlyn Chookagian por decisão dividida;
Elias Theodorou venceu Eryk Anders por decisão dividida;
Brad Katona venceu Matthew Lopez por decisão unânime;
Dhiego Lima nocauteou Chad Laprise no 1º round;
Carlos Diego Ferreira nocauteou Kyle Nelson no 2º round;
Aleksandar Raki? nocauteou Devin Clark no 1º round.