Topo

MMA

Elizeu Capoeira afasta desmotivação após troca de rival no UFC SP

Leandro Bernardes/ Ag Fight
Elizeu "Capoeira" dos Santos comemora após luta com Sean "Tarzan" Strickland no UFC 224 Imagem: Leandro Bernardes/ Ag Fight

Felipe Paranhos, em São Paulo (SP)

Ag. Fight

20/09/2018 06h00

Dono de cinco vitórias seguidas no octógono do UFC e escalado para enfrentar Luigi Vendramini neste sábado (22) em São Paulo, Elizeu Capoeira por pouco não ficou fora do evento. Isso porque Belal Muhammad, seu adversário original, se machucou e se retirou do card dias antes do show. Apesar disso, o paranaense nega que sua motivação tenha ficado abalada.

Se antes ele enfrentaria um rival embalado por quatro triunfos no evento, Capoeira agora mede forças com um estreante na organização, o que de fato atrapalha seu plano de buscar reconhecimento dentro do show. Mesmo assim, o brasileiro de 31 anos afirma repetidas vezes que nada pode desanimar um competidor dias antes do duelo.

"Não foi nenhuma desmotivação, muito menos desanimo. Fiquei sabendo no sábado que o adversário tinha trocado. Ficou a critério dos meus técnicos me informar assim que tivessem oponente definido. Para mim, não interferiu nada", narrou durante entrevista à reportagem da Ag Fight.

O segredo para isso, de acordo com o atleta, é a manutenção do objetivo em sua carreira, o que se traduz no foco em seu treinamento. Por isso, ao menos em seu discurso, independentemente do "calibre" do rival, a dedicação deve se manter igual em cada apresentação no UFC.

"Não existe mais foco. Se você tem foco, você está no caminho. Meu foco está para essa luta. Está nele. Meu foco é ele. Estou indo para lutar com o melhor e para mim ele é o melhor da divisão e eu vou ser melhor no dia. Vou buscar a vitória. Se tivesse que trocar o oponente no mesmo dia da pesagem... Somos lutadores", analisou.

Curiosamente, apesar de ser o número 15 do ranking oficial dos meio-médios (77 kg) e ostentar bela sequência de triunfos, Capoeira segue sendo preterido diante de outras possíveis estrelas nacionais na organização. Prova disso é que ele está escalado para fazer duelo no card preliminar do show deste sábado.

"O ponto principal é mostrar trabalho, desempenho, bom trabalho assim como outros grandes atletas. Porém, justamente essa visualização dentro do evento, acho que falta para a safra que pode ter reconhecimento", ponderou, em tom crítico.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!