MMA

Veja como são os personagens que aparecem no filme de Aldo na vida real

Do UOL, em São Paulo

16/06/2016 06h00

O filme “Mais Forte que o Mundo: A história de José Aldo”, que retrata a história do ex-campeão peso pena do UFC, estreia nesta quinta-feira (16) nos cinemas de todo Brasil.

A obra, dirigida por Afonso Poyart, apresenta os principais aspectos da carreira do manauara sob um olhar mais humano, com uma abordagem mais superficial sobre a trajetória de José Aldo como atleta.

Além de José Aldo e sua mulher, Vivianne Oliveira, o filme ainda apresenta diversas pessoas que foram e ainda são importantes na vida do atleta.

Veja como são os personagens que aparecem no filme de Aldo na vida real

Quem são os personagens do filme de José Aldo

  • Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte
    Montagem/Arte UOL Esporte
    Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte

    José Aldo (José Loreto)

    O lutador José Aldo dispensa apresentações. Campeão pela primeira vez em 2009, quando derrotou Mike Brown e conquistou o título do extinto torneio WEC, o lutador manteve-se no posto máximo de sua categoria no UFC até dezembro de 2015, quando foi derrotado por Conor McGregor. O atleta voltará ao octógono em 7 de julho, contra Frankie Edgar, em luta que valerá o cinturão interino da categoria.

  • Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte
    Montagem/Arte UOL Esporte
    Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte

    Vivianne Oliveira (Cléo Pires)

    Vivianne Oliveira, mulher de Aldo, o conheceu em 2005, na academia Nova União. A moça era praticante de muay thai e começou a ser 'xavecada' pelo lutador, que ficou encantado ao vê-la pela primeira vez. Os dois são pais da pequena Joana, de apenas três anos.

  • Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte
    Montagem/Arte UOL Esporte
    Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte

    Dedé Pederneiras (Milhem Cortaz)

    Dedé Pederneiras é o treinador e líder da academia Nova União, onde treinam diversos talentos do UFC na atualidade. Dentre os nomes orientados pelo técnico estão Renan Barão, José Aldo e Claudinha Gadelha. Pederneiras é o responsável pela carreira de Aldo desde que o ex-campeão chegou ao Rio de Janeiro após deixar Manaus em busca de novas oportunidades na vida.

  • Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte
    Montagem/Arte UOL Esporte
    Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte

    Marcos Loro (Rafinha Bastos)

    Marcos "Loro" Galvão é um lutador de MMA que atualmente compete no Bellator. Amigo de infância de Aldo, partiu dele o convite para que o lutador deixasse Manaus e viesse ao Rio de Janeiro para começar a treinar na academia Nova União. Os dois chegaram a dividir a moradia nos primeiros meses de Aldo na "cidade maravilhosa".

  • Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte
    Montagem/Arte UOL Esporte
    Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte

    Marlon Sandro (Alex Gazé)

    O lutador Marlon Sandro integra a academia Nova União há um longo período e foi um dos principais atletas a ajudar Dedé Pederneiras nos primeiros treinos de José Aldo no Rio de Janeiro. Aos 39 anos, o atleta ainda compete profissionalmente pelo Bellator.

  • Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte
    Montagem/Arte UOL Esporte
    Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte

    Mark Hominick (Dirlei "Mão de Pedra)

    O lutador canadense Mark Hominick foi o primeiro adversário de José Aldo pelo UFC. O manauara, que tornou-se o primeiro campeão peso pena da organização após a fusão com o WEC, defendeu seu título pela primeira vez contra o canadense, no UFC 129. Na ocasião, Aldo dominou completamente o rival e venceu por decisão unânime. Após a derrota para o brasileiro, Hominick engatou uma sequência de derrotas até que, em 11 de dezembro de 2012, anunciou sua aposentadoria.

  • Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte
    Montagem/Arte UOL Esporte
    Imagem: Montagem/Arte UOL Esporte

    Mike Brown (Robert Abu)

    Assim como José Aldo e Mark Hominick, Mike Brown era atleta do extinto evento WEC e o dono do cinturão dos penas até a chegada avassaladora do brasileiro. O lutador norte-americano já havia derrotado Urijah Faber em duas oportunidades pelo cinturão da organização quando enfrentou Aldo. O brasileiro confirmou a boa fase que vivia e nocauteou Brown no segundo round, conquistando seu primeiro cinturão na carreira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Topo