MMA

Com apoio da torcida, Bruno do KLB tem boa atuação e finaliza rival em estreia no MMA

Leonardo Soares/UOL
Bruno Scornavacca (d) comemora vitória por finalização em sua estreia no MMA Imagem: Leonardo Soares/UOL

Jorge Corrêa

Do UOL, em São Paulo

16/12/2012 19h42

O cantor e baixista Bruno Scornavacca, da banda KLB, foi aprovado no primeiro teste como lutador de MMA. Sem demonstrar nervosismo na primeira luta profissional pela modalidade, o músico teve uma atuação confiante e finalizou Diego Ramones com um mata leão aos dois minutos do segundo round do Fair Fight.

O triunfo levou ao delírio o público feminino que compareceu em peso para apoiar o ídolo. Bruno foi a estrela principal do evento disputado no Via Funchal, em São Paulo, ao protagonizar a última luta da noite.

Ao final da luta, Bruno fez um desabafo. “Eu vim aqui para me divertir porque eu não preciso disso. Isso daqui também é uma resposta para muita gente que fala mal do MMA e para muita gente que falou que eu estava fazendo uma bobagem. Tudo bem que na hora entrou por um ouvido e saiu pelo outro, mas é muito boa essa sensação. Não é para qualquer um entrar aqui e fazer uma luta como essa”.

$!$render-component.split('/')[$math.sub($render-component.split('/').size(), 1)]

Bruno enfrentou muita críticas dos fãs de MMA e foi chamado de aventureiro quando anunciou que estrearia nos ringues. O cantor, no entanto, disse que não se importar com os opositores e resolveu se arriscar após quase dez anos treinando a modalidade.

O combate começou muito estudado, mas desde o começo o músico apostou na trocação. Diego Ramones tentou entrar no mesmo jogo do rival, mas era sempre contragolpeado quando partia para cima.

Dessa maneira, Bruno desequilibrou o adversário pelo menos duas vezes no primeiro round. Ramones ainda tentou um golpe ninja com um mortal, mas acabou ficando no chão e sofrendo um duro massacre.

No segundo round, o cantor até levou um susto com pelo menos dois cruzados do oponente. E, apesar da aposta na luta em pé, foi no chão que ele resolveu o combate. Após conseguir passar a guarda no chão, pegou as costas de Diego Ramones e conseguiu o mata leão que lhe garantiu a vitória.

“Meu jogo é a luta em pé, todo mundo sabe disso. Por mim, eu manteria a luta em pé até o final. Mas ainda bem que eu treinei muito o jiu jitsu nesses três meses, estava muito bem preparado e eu soube usar muito na hora de conseguir a finalização. Nem acreditei quando ele deu os três tapinhas”, disse sobre a luta.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo