MMA

Sem Neymar. Aldo é único brasileiro entre influentes do esporte na Forbes

Christian Petersen/Zuffa LLC/Getty Images
Aldo perdeu o cinturão dos penas Imagem: Christian Petersen/Zuffa LLC/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

05/01/2016 09h41

A lista de 30 nomes influentes do esporte abaixo dos 30 anos contou com a presença de apenas um brasileiro. O lutador de MMA José Aldo foi o representante do país mesmo após perder o cinturão dos penas para McGregor.

“Mesmo com a derrota no UFC 194, Aldo ainda faria parte de qualquer lista de grandes lutadores do UFC. Ele era o atual campeão peso pena do UFC e foi o líder do peso por peso no ranking oficial. Ele também passou uma década sem perder uma luta desde 2005 e reinou com cinturão por 6 anos”, diz a explicação da Forbes.

Ao saber da nomeação, Aldo fez um agradecimento em seu Instagram e disse que nunca pensou que um dia chegaria a Forbes.

“Sempre sonhei com ser campeão nas lutas, ganhar o cinturão e estar em primeiro no ranking peso por peso do UFC e até, claro, como todo brasileiro, em jogar futebol no Maracanã. Graças a Deus, consegui alcançar tudo isso. Mas estar em uma lista de uma revista como a Forbes? Isso eu nunca tinha pensado - e agora também acabou de acontecer. Fico muito, muito honrado de fazer parte dos "30 abaixo dos 30", uma seleção com os mais importantes jovens empreendedores, líderes criativos e estrelas em diversas categorias, dentre elas o esporte. Mais ainda por ser o único brasileiro na lista, estando ao lado de outros grandes nomes do esporte mundial, como Stephen Curry e Russell Wilson. Saber que sou uma influência positiva para tantas pessoas no Brasil e no mundo é um reconhecimento enorme ao meu trabalho e minha história de vida. Fico muito grato por isso, e tenho certeza de que isso é só mais um sinal para mostrar que 2016 será um ano de conquistas e felicidade. Vamos com tudo", escreveu.

Aldo apareceu na lista ao lado de nomes consagrados do esporte como o atacante Sergio Agüero, a sensação do basquete Stephen Curry, e Russel Wilson, quarterback do Seattle Seahawks. Nomes como Mo’Ne Davis, de 14 anos e jogadora de beisebol, também apareceram entre os indicados.

Em 2015, o Brasil havia aparecido com três indicados na mesma lista. Gabriel Medina, do surfe, Etienne Medeiros, da natação, e Everton Ribeiro, do futebol, foram os brasileiros citados.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo