MMA

UFC libera Wanderlei Silva após pedido de desculpa por acusações falsas

Reprodução
Wanderlei Silva pediu desculpas ao UFC após declarações difamatórias Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

14/01/2016 19h08

O lutador Wanderlei Silva rescindiu seu contrato com o UFC nesta quinta-feira (14) e não faz mais parte da organização. A rescisão coloca fim a uma relação conturbada entre o lutador e a organização, pela qual o atleta não atuava desde 2 de março de 2013, quando derrotou Brian Stann.

A informação foi confirmada pelo advogado do brasileiro, Ross Goodman, ao portal norte-americano MMA Fighting. Agora, Wanderlei está livre para buscar novas oportunidades em outras organizações e, ainda segundo Goodman, o brasileiro tem grandes chances de assinar com o Bellator. O advogado ainda ressaltou que o processo movido contra o brasileiro por difamação também foi resolvido após um acordo entre as partes. Na ocasião, o lutador teria acusado o UFC de manipular os resultados dos confrontos.

“É um bom dia para o Wanderlei. Nós conseguimos resolver seu processo e, mais importante, conseguimos liberar o Wanderlei de seu contrato com o UFC. Agora ele é livre para fazer o que quiser. Se o Bellator quiser assinar com ele para um acordo promocional, ele poderá promover eventos ou coisas do tipo. Antes, sob contrato com a Zuffa (proprietária do UFC), isso não era possível”, declarou Goodman.

Apesar de ter conseguido a liberação do UFC, Wanderlei Silva ainda está banido do esporte pela Comissão Atlética de Nevada por ter fugido de um exame antidoping antes de seu confronto contra Chael Sonnen. No entanto, como o problema teria acontecido antes do brasileiro requisitar sua licença para lutar no estado, a pena será reavaliada pela Comissão em fevereiro, mas um juiz da entidade já teria classificado a pena como “arbitrária e caprichosa”.

Caso o lutador não consiga a liberação para lutar em estados que estejam afiliados à Comissão Atlética de Nevada, existe a possibilidade de fechar um contrato com o Rizin FF, evento promovido por Nobuyuki Sakakibara, que foi proprietário do Pride, evento em que o brasileiro fez história.

Ainda nesta quinta-feira, Wanderlei Silva postou um pedido de desculpas por seus comentários contra o UFC em suas páginas nas redes sociais.

“Em julho do ultimo ano, eu postei diversos comentários no Facebook e no Twitter, que incluíam alegações de que o UFC combina lutas e que eu poderia provar isso. Por isso, venho me retratar por qualquer declaração que eu tenha dado nas quais eu falhei em entender que o termo “lutas combinadas” especificamente se refere a uma atitude ilegal ou a desonestidade de determinar o resultado de uma luta antes que ela aconteça. Eu entendo que a reputação do UFC teria sido manchada caso meus fãs e outras pessoas realmente acreditassem que o UFC combina os resultados das lutas, e eu não tenho nenhuma evidência para suportar tal acusação. Eu peço desculpas por qualquer mal entendido que meus comentários possam ter causado”, escreveu o lutador.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo