MMA

Holly diz que não negou revanche à Ronda e vê Miesha como "novo desafio"

Do UOL, em São Paulo

20/01/2016 17h54

Depois de surpreender o mundo do MMA e nocautear Ronda Rousey no UFC 193, Holly Holm terá pela frente Miesha Tate, em sua primeira defesa de cinturão. A escolha da desafiante, no entanto, causou certa surpresa, já que o esperado era que Ronda tivesse uma nova chance de recuperar o título.

Em entrevista coletiva para o UFC 197, nesta quarta-feira (20), Holly disse não ter se negado a dar uma revanche para Ronda e que acredita que a ex-campeã estará de volta ao octógono em um futuro próximo.

“Eu não neguei a revanche (à Ronda), mas isso (luta com Miesha) será, definitivamente, mais um caminho desafiador que tenho a percorrer. Tem muita pressão, muita gente tentando adivinhar o que vai acontecer”, afirmou Holly Holm.

“A expectativa é alta, sei que a Ronda vai voltar em algum momento. A preocupação é entrar (no octógono contra Miesha) e fazer um grande trabalho. É uma luta, aquela (contra Ronda) foi só uma luta, e você sempre tem algo a melhorar. Acho que a revanche (com Ronda) vai vir em algum momento, mais cedo ou mais tarde vai chegar, mas depois que essa luta com a Tate foi anunciada, nem pensei mais na Ronda”, continuou.

VEJA A PRIMEIRA ENCARADA DE RAFAEL DOS ANJOS X MCGREGOR

Derrotada duas vezes por Ronda Rousey, Miesha disse não acreditar que o fato de ter um estilo de luta diferente ao da ex-campeã será um fator de dificuldade para Holly Holm. De acordo com ela, o cenário será novo para as duas.

“Eu acho que a Holly é o tipo de competidora que se encaixa em qualquer cenário de competição esportiva. Sou bem diferente da Ronda, então vai ser um cenário diferente para ela, mas será para mim também”, afirmou.

Mesmo sendo a primeira colocada no ranking da categoria, Miesha foi preterida em detrimento de Holly Holm como desafiante ao cinturão que na época pertencia à Ronda Rousey. E o motivo alegado por Dana White era o justamente o fato de ela já ter sido derrotada duas vezes.

“Eu tive um misto de sensações e emoções (quando não foi escolhido). Agora tenho que colocar tudo que posso como já coloco. Vou ter que ir para essa disputa como um monstro. Foi realmente um momento emotivo muito complicado a perda da disputa de cinturão, mas agora estou onde deveria estar”, completou Miesha.

Holly Holm e Miesha Tate farão a segunda luta mais importante do UFC 197, que acontecerá em 5 de março, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo