MMA

Dos Anjos rebate McGregor e explica ida ao EUA: "treinava com faxineiro"

Jorge Corrêa e Rodrigo Garcia

Do UOL, em São Paulo

22/01/2016 06h00

 O campeão peso leve do UFC, Rafael dos Anjos, não deu atenção para as críticas feitas pelo irlandês Conor McGregor, que o acusou de ser um “traidor” por ter trocado o Brasil pelos Estados Unidos.

Em entrevista ao UOL Esporte, Rafael dos Anjos criticou a atitude do campeão peso pena da organização e explicou os motivos que o levaram a deixar o país.

“Foi a situação que estava vivendo na época. Eu não tinha treino, então toda evolução que tive eu agradeço, eu treino com meus amigos brasileiros, o Werdum (campeão peso pesado do UFC), o Rafael Cordeiro (treinador). Eu lutei a minha segunda luta no UFC e eu treinei com o faxineiro da minha academia, acho que muita gente não sabe disso. O cara que limpava a academia estava lá varrendo e eu falei ‘me ajuda aqui’. Então era sozinho: eu, o mestre Gordo (treinador de jiu-jitsu), eu não tinha sparing e nem parceiro de treino”, declarou o campeão.

Nascido e crescido em Niterói, o brasileiro passou por algumas academias do estado do Rio de Janeiro, principalmente por onde estava seu mentor Roberto Gordo, mestre de jiu-jitsu. Entre idas e vindas, incluindo uma passagem pela Alemanha, e altos e baixos no UFC, Rafael mudou de vez o rumo de sua carreira quando decidiu se mudar definitivamente para os Estados Unidos em 2012. Lá, passou a treinar com o técnico Rafael Cordeiro, na famosa academia Kings MMA.

A mudança foi positiva para Rafael dos Anjos, que evoluiu na luta em pé e fortaleceu ainda mais seu estilo, já que seu ponto forte era o jogo de chão. Rafael dos Anjos ainda salientou não ser o único que mudou para os Estados Unidos em busca de melhores oportunidades e disse que Conor deu um tiro no pé ao chama-lo de traidor, já que muitos irlandeses também vivem no país.

“Tem muitos irlandeses que moram nos Estados Unidos. Todo mundo tem seus motivos, eu tive os meus para me mudar, mas amo meu país, adoro o Brasil e sinto muita falta, já que minha família inteira mora aqui. Foi uma tentativa frustrada de tentar conseguir alguns fãs brasileiros, até falar bem do José Aldo ele falou, do Brasil também. Estava falando tão mal e agora elogiou tanto o José Aldo. Esse cara é só um fanfarrão e quer embolar o meio de campo todo”, finalizou Dos Anjos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo