MMA

Sob a sombra do doping, Anderson volta prometendo renovação e cinturão

João Henrique Marques

Do UOL, em Londres

27/02/2016 06h00

"Será um novo Anderson Silva". Essa é a promessa do brasileiro no ringue da O2 Arena, em Londres, na Inglaterra, na noite deste sábado, no UFC Fight Night 84 . Mais objetivo, rápido e inteligente, de acordo com definições do mesmo, ele parte para o esperado duelo contra o lutador da casa, o “falastrão” Michael Bisping.

“Eu hoje treino pouco, sou mais prático, objetivo e mentalizo melhor as situações. Claro que agora tenho características diferentes. Só que a minha vontade de vencer agora é ainda maior”, disse Anderson.
 
O excesso de gana está relacionado com a mancha que agora carrega na vitoriosa carreira. Doping, anabolizantes, “viagra”, o brasileiro ouviu muita provocação de Michael Bisping e perguntas da imprensa sobre o problema que o afastou do ringue por mais de um ano durante a semana em Londres. Evitar isso foi impossível.
 
“O problema é que são sempre as mesmas perguntas. Eu já falei mil vezes: ‘não me dopei’”, se irritou o brasileiro ao ouvir um incontável questionamento sobre o caso de doping.
 
As perguntas eram feitas em vários idiomas. O que compreendia bem, como o espanhol, Anderson Silva balançava a cabeça e muitas vezes se negava a responder. Não tem jeito, a seguinte abordagem, em inglês tinha teor camuflado: “você regula os medicamentos que consome”?, indagou o jornalista inglês.
 
“Minha voz continua fina. Se eu usasse anabolizantes teria engrossado”, brincou Anderson Silva em uma das poucos vezes que tratou o caso de maneira humorada.

Outro discurso comum de Anderson Silva na semana foi o de explicitar o desejo de voltar a ter uma disputa pelo cinturão do meio-pesado. Bisping foi colocado como um patamar.

“Quem me conhece sabe que o meu treino e retorno ao UFC não é para provar nada a ninguém. Ainda tenho essa vontade de vencer. E sei que sou capaz de retomar o cinturão”, destacou.  
   
Para voltar ao duelo principal da categoria, Bisping é um belo patamar. Há quase dez anos, o inglês lutava no UFC com o mesmo objetivo de Anderson, disputar o cinturão.
 
“Como eu esperei esse momento. Meu deus, como eu esperei. Lutar contra o Anderson é o meu duelo pelo cinturão”, disse Bisping.
 
O inglês terá um apoio da imensa maioria dos fãs entre os 17 mil da O2 Arena. O que também o impulsiona é o brilhante repertório em casa, com vitórias nas 16 lutas da carreira, sendo seis pelo UFC. 
 
“Não vou te decepcionar. Podem ter certeza que vou colocar o Anderson rastejando como uma cobra no chão”, disse Bisping aos fãs ingleses em treinamento aberto em Londres durante a semana. 
 
“Anderson: você é velho. Sem anabolizantes, vai cair”, completou o inglês com a clássica provocada ao brasileiro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Redação
Blog do Ohata
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo