MMA

Bellator anuncia contratação de Wanderlei Silva

Divulgação
Wanderlei Silva deixará aposentadoria para lutar pelo Bellator Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

02/03/2016 15h24

O “Cachorro Louco” está de volta ao MMA. Após um longo período afastado do esporte por conta de uma polêmica com a Comissão Atlética de Nevada e o UFC, Wanderlei Silva acertou um contrato de exclusividade com o Bellator para voltar a lutar.

A informação, que já vinha sendo especulada nos últimos dias desde que Scott Coker, presidente da organização, afirmou que pretendia contar com o brasileiro, foi confirmada pelo site MMA Junkie junto ao Bellator. Poucas horas após a informação ser divulgada, Wanderlei Silva usou as redes sociais para celebrar o acerto:

"Estou entrando em um novo momento da vida e da carreira. No nosso esporte, não sabemos se somos um esporte ou um entretenimento (decidi me tornar um artista marcial) que procura realizar combates emocionantes para o meu público. Estou feliz em ter novamente um grande palco para poder me apresentar, espero que gostem, estou voltando para a casa de vocês. Quem vocês gostariam de me ver combatendo? Marquem aqui! Com o perdão da palavra, estou feliz pra ***", escreveu o lutador. 

No entanto, apesar de ter chegado a um acordo com a organização, ainda não há data para que o brasileiro volte a lutar. Tudo isso por conta da pesada punição imposta pela Comissão Atlética de Nevada após o lutador fugir de um exame antidoping fora do período de competição nos Estados Unidos. Na ocasião, Wanderlei alegou que não entendeu o que o fiscal falou, já que não é fluente em inglês, e que ainda não havia retirado sua licença para lutar em Nevada, o que impediria o teste.

A Comissão não aceitou os argumentos do brasileiro na ocasião e o baniu do esporte. Contudo, o staff do brasileiro recorreu da decisão e, após um novo julgamento, a pena foi reduzida para três anos, o que lhe permitirá voltar a lutar em estados cujos eventos sejam sancionados pela Comissão Atlética a partir de 25 de maio de 2017.

A entrada do brasileiro no Bellator acontece pouco tempo após Wanderlei ser liberado de seu contrato com o UFC. O lutador trocou diversas farpas com Dana White e chegou inclusive a acusar a organização de manipular resultados para beneficiar determinados lutadores.

Com a redução da pena e a liberação do contrato do UFC, Wanderlei desistiu da aposentadoria que havia sido anunciada logo após a punição e se prepara para entrar em ação. No comunicado enviado à imprensa detalhando o acordo, o Bellator não informou se Wanderlei irá competir como peso médio (sua última categoria no UFC), meio-pesado (sua categoria nos tempos de Pride), ou até mesmo entre os pesados (onde fez alguns confrontos pelo extinto evento japonês).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo