MMA

Rafael dos Anjos quer lutar no UFC 200 e cogita enfrentar outro campeão

L.E. Baskow/Las Vegas Sun via AP
Rafael dos Anjos quer voltar a lutar no UFC 200 e não descarta enfrentar Robbie Lawler Imagem: L.E. Baskow/Las Vegas Sun via AP

Do UOL, em São Paulo

09/03/2016 13h57

O campeão peso leve do UFC, Rafael dos Anjos, deveria ter enfrentado Conor McGregor pelo UFC 196. No entanto, uma fratura no pé levou o atleta a deixar o confronto, sendo substituído por Nate Diaz, que finalizou o irlandês com um mata-leão no segundo round.

Dias após o confronto, o brasileiro lamentou ter deixado o card por conta de uma lesão, perdendo o que teria sido o seu maior pagamento por uma apresentação no UFC. No entanto, Rafael dos Anjos ressaltou que existem coisas mais importantes do que dinheiro.

“Eu luto há 12 anos e nunca cancelei uma luta por lesão. Eu sempre apareço, mas infelizmente eu acabei quebrando o pé. Infelizmente eu perdi meu pagamento, mas eu acho que tudo é um plano de Deus para minha vida. Eu acredito nisso. Eu já lutei com o Nate Diaz, e eu sabia, o Conor é um bom lutador, e eu tenho certeza que consigo dar uma surra pior nele”, declarou o campeão em entrevista ao site MMA Fighting, que acrescentou.

“Claro que seria bom, todos adoram dinheiro, mas isso não é a coisa mais importante para mim. Eu estou realmente feliz com quanto eu lucro e tenho tudo na minha vida. Se um dia ele lutar, acumular boas vitórias e tentar novamente lutar pelo cinturão, eu estarei lá. Mas a vida não é só dinheiro”, ressaltou Dos Anjos.

Por fim, o lutador avaliou as críticas que recebeu por ter deixado o confronto. De acordo com o campeão, muitas pessoas utilizaram as redes sociais para fazer comentários agressivos após o cancelamento do duelo, sem levar em consideração que este é um esporte de contato em que os atletas podem acabar se machucando.

“É difícil, mas essas pessoas são só ‘haters’. Sempre existirão as pessoas que vão falar besteiras, mas tenho fãs que acreditam em mim. E quem era este cara para eu ter medo dele? Eu já bati caras melhores antes. Eu não temo ninguém além de Deus. Mas está tudo certo. Eu devo voltar em quatro ou cinco semanas. Estarei pronto para o UFC 200”, salientou o campeão, que declarou aceitar um possível confronto com Robbie Lawler, campeão dos meio-médios, ou contra Khabib Nurmagomedov, último atleta a derrota-lo na organização.

“Eu não sei quais são os planos do UFC, mas eu estou aqui. Eu estou pronto para lutar contra qualquer um. Eu lutaria até no meio-médio se eles precisassem. Eu respeito o Robbie Lawler, mas se o UFC precisar de alguém para lutar pelo título com ele, eu lutaria”, concluiu o campeão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Blog do Ohata
Redação
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Redação
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Ag. Fight
Topo